MVP Análise Matemática – Será que Steve Nash mereceu ganhar o MVP em 2006?

Nesta rubrica MVP análise, vamos analisar matematicamente o que aconteceu em algumas das épocas mais controversas no que toca à eleição do MVP.

Para fazermos uma análise completa decidiu-se calcular matematicamente o MVP da época 2005-06. Para isso vamos focar-nos nos primeiro 8 classificados da votação de MVP: Steve Nash, Lebron James, Dirk Nowitzki, Kobe Bryant, Chancey Billups, Dwayne Wade, Elton Brand e Tim Duncan.

Usou-se 4 formulas matemáticas para o fazer. Para uma melhor compreensão decidiu-se separar as 4 numa forma de ranking, onde a 4ª posição é a menos precisa e a 1ª posição é a fórmula mais precisa.

De notar que existem muito mais fórmulas para calcular o MVP, que podem dar resultados diferentes. Estes foram usados devido ao facto de parecerem os mais fidedignos no que toca à realidade da NBA.

Esta análise não inclui o eye-test, ou seja, deixamos de parte aquilo que os adeptos mais apreciaram ou mesmo na tendência espectacular que apresentam

4. Performance Index Rating (PIR)

O PIR é usado para determinar o MVP da Euroliga. Assim sendo, vamos aplicar esta mesma fórmula à NBA.

PIR= (Pontos + Assistências + Blocos + Roubos + Rebounds + Faltas sofridas) – (Lançamentos de campo falhados + Lances Livres falhados + Turnovers + Faltas Cometidas)

Segundo esta estatística o Top 8 seria : Nowitzki, James e Brand, Bryant, Duncan, Wade, Billups e Nash. Ou seja se tivermos em conta o PIR o jogador que levou o MVP na verdade fica em último.

3. PIR Modificado

O primeiro problema do PIR está nos lançamentos falhados, tanto de campo como de lance livre. Vamos pegar em 2 jogadores. O jogador A lança 100 vezes e marca 50, tem uma eficácia de 50% e falhou 50 lançamentos. O jogador B lança 200 vezes e marca 100, a eficácia é na mesma 50% mas falhou 100 lançamentos. Ou seja, o PIR favorece jogadores com um volume mais pequeno. Contudo o que a lei dos grandes número nos ensinou é que se realizarmos a experiência um numero razoavelmente grande de vezes este tende se aproximar do valor expectável. Por isso mesmo substituímos no PER os lançamentos falhados pela sua percentagem

Neste caso, com esta pequena modificação Kobe Bryant passa de 4º lugar para 2º . Isto deve-se ao facto de percentual-mente todos estarem muito próximos e Kobe em termos de stats individuais (positivo na tabela) estar em segundo atrás de James. Este acerto era necessário porque Bryant dominou esse ano a NBA em pontos, Field Goal Attempts e Field Goal Made. Aqui o nosso top 8 fica: James, Bryant, Nowitzki, Brand, Wade, Nash, Duncan e Billups. Desta feita Nash passa do 8º lugar para 6º lugar, mas ainda longe do prémio de MVP

2. Player Efficiency Rating (PER)

Um dos grandes defeitos do PIR e do PIR modificado é que não têm em atenção o peso de cada uma das estatísticas, coisa que o PER tem em conta. Este método foi desenvolvido pelo analista da ESPN John Hollinger. A formula matemática é bastante grande, por isso usamos apenas os dados do NBA.com em relação ao PER da época 2005-06

Neste caso teríamos tanto Nowitzki como James Co-MVPs. Neste caso o nosso Top 8 seria: James/Nowitzki, Bryant, Wade, Brand, Billups, Nash e Duncan. Mais uma vez o MVP deste ano fica em 7º lugar.

1. Distribuição de peso Equipa vencedora – Estatísticas individuais

O objetivo neste caso é pesar tanto as conquistas individuais como as conquistas coletivas. Em vez de ser o melhor jogador na melhor equipa ou de o melhor jogador na estatística vamos conjugar os dois e vamos para isso usar a seguinte fórmula

MVP = 0.5 * Contribuição à equipa + 0.5* Performance Indivudal.

Contribuição da equipa = Nível de impacto na equipa * Impacto Qualitativo

Nivel de Impacto na equipa = (Vitórias da equipa)*(jogos em que atuou/82)(minutos por jogo /48)* (Taxa de uso/100)

Impacto Qualitativo = 0.4* (VORP + Winshare) + 0.2* Net Rating

1º de notar que o nível de impacto é influenciado principalmente pelas vitórias da equipa, contudo para podermos distinguir membros de ambas as equipas temos em conta os minutos jogados e a sua taxa de uso.

2º No impacto Qualitativo temos o VORP que é o impacto relativo do jogador à equipa ajustado aos minutos . As Winshares medem as contribuições ofensivas e defensivas do jogador e ajusta-o à performance média da liga.

3º O Net Rating serve para ajustar à equação aos jogadores com menos minutos e por isso tem um peso menor. É calculado entre a diferença de pontos que um jogador produz ofensivamente por 100 posses (Offensive Rating) e os pontos que oferece defensivamente em 100 posses (Defensive Rating)

Performance Individual = (Pontos* True Shooting Percentage + 1.5*Assistências+ 1.2* Rebounds + 3*Blocos + 3*Roubos- Faltas – Turnovers)/25

Onde o 25 serve apenas para normalizar a conta. Uma nota importante a taxa de uso foi incluída no Nivel de impacto da equipa para balancear de forma mais correta possível os Bases dos Postes.

Assim sendo fica aqui a tabela

Nesta tabela podemos ver então que o nosso top 8 : Nowitzki (MVP), James, Brand, Wade, Bryant, Billups, Duncan e Nash. Ou seja mesmo considerando a performance dos Phoenix Sun’s na época 2005-06, Steve Nash não seria MVP, ficando em 8º lugar. Surpreendentemente Kobe, que muitos reclamam mercer o MVP ficaria em 5º. A verdade é que a Black Mamba teve performances incríveis como os 81 pontos frente aos Raptors.

Assim sendo temos que no teste do olho, provavelmente Bryant merecia o MVP, teve stats incríveis, o problema é que a equipa dos Lakers era terrível, provavelmente uma das piores da liga ainda assim já sabe que para triunfar como jogador temos de primeiro triunfar como equipa. Se assim fosse e balanceando tudo Nowitzki merecia ter ganho o seu primeiro MVP em 2006.

Outra estatística curiosa é a de Elton Brand. Onde nos diferentes cálculos ficou duas vezes no top 3. Assim sendo Elton Brand teve assim uma das épocas mais underrated da NBA. Ficou em 7º na votação de MVP mas podia perfeitamente integrar o Top 3.

Que ano de MVP gostariam de ver comparado a seguir? Deixem o vosso comentário

2 thoughts on “MVP Análise Matemática – Será que Steve Nash mereceu ganhar o MVP em 2006?

Deixe uma resposta