Mills tira bilhete para Pequim

A República Checa ainda manteve o jogo vivo na primeira parte, mas acabou por ceder à superioridade da Austrália: vitória dos kangurus por 82-70 no Shangai Oriental Sports Center, a sexta em seis jogos neste Mundial.

Apesar do magnífico jogo de Tomas Satoransky (quase triplo-duplo com 13 pontos, 13 assistências e 9 ressaltos) e a capacidade pontuadora de Patrik Auda a vir do banco (21 pontos em 25 minutos), a equipa de Andrej Lemanis iniciou a segunda parte de forma demolidora, impedindo qualquer reação checa que os aproximasse perigosamente da pontuação australiana. Patty Mills (24 pontos e 6 assistências), Chris Goulding (14 pontos) e Andrew Bogut (10 pontos) combinaram para 43 dos 82 pontos da equipa.

Quanto ao encontro, até ao empate a 43, sensivelmente a meio do terceiro período, não era possível prever o vencedor. Mas depois Martin Kriz decidiu arriscar uma lineup de small-ball, decisão que se revelou desastrosa: a Austrália começou a dominar as tabelas (41-34), a ter mais second chance points (14-2), a capitalizar os turnovers (25 pontos a partir destes erros) e explodiu para um parcial de 25-5 até ao final do período para 63-48 a começar o último quarto. A República Checa não desistiu, mas a mínima distância a que conseguiu chegar foi de 8 pontos.

O homem do jogo foi sem dúvida Patty Mills. Com ele a este nível, a Austrália pode ambicionar tudo: 24 pontos, 9/15 de campo, 6 assistências 4 ressaltos e ainda 6 bombas de triplo. Se mantiver esta capacidade concretizadora, dificilmente haverá algum defensor em prova capaz de o deter.

A Austrália está assim pela primeira vez nas meias finais de um Mundial, tendo pela frente a sempre experiente e perigosa Espanha no caminho até à final. O confronto está marcado para esta sexta feira às 9 horas. Já a República Checa, que ainda disputará o quinto lugar, foi uma agradável surpresa neste campeonato, ao apurar-se num grupo inicial com Estados Unidos e Turquia e depois, na segunda ronda, com Grécia, Brasil e EUA, garantindo ainda um lugar no torneio de qualificação para os Jogos Olímpicos do próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *