5 Estrelas da NBA que podem estar de saída das suas equipas

Apesar de o mar da NBA aparentar estar sem ondas, nada garante que a qualquer momento não apareça um tsunami!

Trocas podem acontecer a qualquer momento e por diversos motivos, se por um lado podem ser as próprias equipas a criar condições para trocar os seus jogadores, os jogadores também têm o poder de forçar trocas/saídas como foi o caso mais recente de Anthony Davis para os Lakers. Tudo depende da estratégia da equipa para o futuro, se este passa por um rebuild, como o caso dos Thunder, ou se simplesmente não conseguem convencer o jogador a prolongar o seu contrato.

Neste artigo vamos analisar os 5 jogadores que podem estar perto de rumar a outras equipas durante a próxima época.

1. Kevin Love

Kevin Love despensa apresentações, apesar da última época devido a uma lesão pouco ou nada conseguiu jogar, continua a ser um grande lançador e um ressaltador que facilmente consegue médias de duplo-duplo. Love pode contribuir com minutos de qualidade em qualquer equipa da NBA. Para muitos continua a ser um jogador de nível All-Star apesar da sua idade.

2. Andrew Wiggins

Wiggins continua a ser um ponto de interrogação gigante. Quando chegou à liga poucos duvidavam que num par de anos Wiggins ia ser um jogador All-Star com potencial para se tornar uma superestrela na liga, no entanto isso não aconteceu e ainda não foi capaz de dar o salto que lhe permite chegar a outro patamar enquanto jogador. A época passada não foi fácil para nenhum jogador dos Minnesota devido a toda a situação de Jimmy Butler, no entanto, Wiggins é um excelente marcador de pontos e um defensor de elite que pode facilmente chegar a Defensive Player of the Year.

Wiggins ainda esta a tempo de provar que é um dos maiores talentos presentes na liga, para tal acontecer tudo indica que tem de ser em outro lugar, a dupla com Karl-Anthony Towns já provou que não funciona a 100% e a direção dos Timberwolves ao abdicar de alguém esse alguém será sempre Wiggins.

3. Bradley Beal

Beal é um All-Star que continua a melhorar de ano para ano e já despertou o interesse de muitas equipas na NBA. Continua a ser associado aos Boston Celtics e aos Miami Heat, mas até ao momento nada está confirmado.

Beal é uma máquina de fazer pontos em qualquer equipa, facilmente faz médias de 20 pontos por jogo e apresenta melhorias em todos os outros aspetos do jogo.

Com um plantel dos Wizards muito confuso neste momento, Beal pode não ver grande futuro em Washington e assim forçar a sua saída.

4. Andre Drummond

Drummond é um monstro nas tabelas, uma “besta” a ganhar ressaltos, não é dificil ver jogos de Andre com 20+ ressaltos. É muito atlético para o corpo que possui e ainda não atingiu o seu prime, muitos analistas acreditam que Drummond é um diamante por polir e que tem um potencial enorme.

Andre Drummond vai poder usar a sua player option em breve o que pode levar os Pistons a fazer uma trade para conseguirem algo em troca.

5. Chris Paul

A saída de CP3 dos Rockets era expectável depois de ter vindo a publico alguns desentendimentos com James Harden.

Com isto a “fava” calhou a Chris Paul que numa das maiores trocas deste ano foi para a OKC. Esta troca não agradou Paul e por outro lado os OKC que estão num claro rebuild também não se mostraram com muita vontade de manter Chris Paul, a verdade é que a época esta aí a chegar e CP3 ainda é jogador dos Thunder.

Apesar de ter sido alvo de algumas lesões nos últimos anos, Chris continua a ser um dos melhores playmakers na NBA, com uma qualidade de passe ao nível de poucos, oferece ainda liderança e experiência a qualquer equipa. Numa fase final da sua carreira é agora ou nunca para CP3 e se surgir a oportunidade de se mudar para uma equipa com outro tipo de aspirações certamente irá aceitar.

Vasco Brito

Licenciado em Marketing, apaixonado por jogos online e tatuagens mas acima de tudo pelo melhor liga do mundo...NBA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *