“Ones to Watch 22/23”: Scottie Barnes

“Ones to Watch 22/23” consiste em analisar ao pormenor um jogador de cada equipa da NBA, que tem muito para provar na temporada que se avizinha. Os jogadores são selecionados conforme a sua situação atual, como por exemplo, um jogador regressado de lesão, um jogador que tem a “obrigação” de se afirmar, um jogador que foi recentemente adquirido, etc. A rúbrica funcionará por ordem alfabética de equipas e será lançada todos os dias até ao começo da temporada.

Após uma primeira temporada de sonho, e já com um prémio de “Rookie of the year” no bolso, Scottie Barnes entra para esta nova temporada com uma nova missão: Assumir-se como líder dos Toronto Raptors.

O jogador de apenas 21 anos teve médias de 15 pontos, 7.5 ressaltos, 3.5 assistências e 1 roubo de bola por jogo, demonstrando ainda uma eficácia tremenda durante os 74 jogos que disputou na época passada. É um jogador com muita qualidade e com um futuro promissor.

Com 2,01 metros de altura, aproveita bem o seu corpo na defesa para conseguir roubos de bola e desarmes de lançamento. No ataque apresenta muita velocidade e agilidade para a sua estrutura física, assim como um lançamento bastante eficaz. É um criativo que consegue facilitar o jogo para os seus colegas, e quando chega a hora de finalizar, não tem medo de avançar para cima do adversário e conseguir um afundanço violento. Apresenta uma maturidade imensa para um jovem de 21 anos, fator que também o destaca dos restantes jovens da liga.

Barnes e Toronto são um “combo” perfeito. Com um plantel competitivo e jovens promissores, os canadianos pretendem voltar a estar nos playoffs, após uma temporada surpreendente que terminou com um 5º lugar na conferência Este.

Scottie tem potencial para chegar ao All Star Game já este ano, mas tudo dependerá de como as coisas forem correndo em termos de resultados para os Raptors. Vanvleet e Siakam podem ainda deter o título de “líderes” da equipa, mas não por muito tempo.

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com a aspiração de um dia poder trabalhar no mundo da NBA. @vascoliveira8 no Twitter

Deixe uma resposta