O futuro brilhante dos Thunder e de Chet Holmgren

Os Oklahoma City Thunder são “a” equipa do futuro, e cada vez mais isso se torna claro.

Os Thunder são alvo de o conhecido meme das “picks”. Trocava tudo e todos para ter dezenas de picks no draft, e ao que parece está a dar frutos. Juntamente com a estratégia de rebuild conhecida por “tank” (em português afundar, porque procuram perder jogos para ter uma pick no draft com mais valor), os Thunder detêm uma equipa que promete muito nos próximos anos.

Ainda falta construir muita coisa, e desenvolver vários jogadores. A jogadores como Shai Gilgeous-Alexander, Josh Giddey, Lu Dort e Poku entre outros jovens atletas com futuros promissores, juntou-se a segunda escolha do draft de 2022 Chet Holmgren.

Chet impressionou a liga com o seu primeiro jogo na Summer League ao registar 23 pontos, 7 ressaltos, 4 assistências e 6 bloqueios (recorde da Summer League). Um center extremamente versátil que consegue defender o cesto, atacar o garrafão, passar, e lançar de triplo (detinha uma média de 39%), era exatamente o que os Thunder precisavam.

Todos os jogadores ainda são bastantes jovens – Shai (23), Dort (23), Giddey (19), Chet (20) e Pokusevski (20) – mas todos são talentosos e têm um potencial descomunal. Quer ofensivamente, quer defensivamente. Ainda há muito trabalho pela frente, mas com treino, maturidade e mais experiência, o céu é o limite.

João Araújo Correia

Licenciado em Direito, 23 anos e sou fã incondicional dos Clippers desde a era da Lob-City. Desde pequeno que adoro basquetebol, tanto de ver como jogar! Apesar do Patrick Beverly estar enganado quanto aos próximos 5 anos serem dos Clippers, espero que seja, pelo menos, 1!

Deixe uma resposta