Loucura da Dança de Março – O que é o March Madness?

March Madness. O que é? Como funciona? Quantas e que equipas aqui entram? Qual a importância e para que serve?
Eis um artigo que tenta, de forma mais ou menos sucinta explicar um pouco do que é a “Loucura de Março”:

O March Madness é um torneio anual – decorre entre meados de março e termina nos primeiros dias de abril – que reúne as melhores universidades norte-americanas. A melhor universidade de cada uma das 32 conferências tem lugar garantido. Este lugar é adquirido através de um sistema de playoff disputado pelas equipas de cada conferência.

March Madness 2020: Mountain West Tournament bracket, schedule
Bracket do playoff da Conferência dos Utah St. – Moutain West

Na imagem de cima temos o exemplo de como funciona o sistema playoff de uma das conferências mais faladas em Portugal. Porquê? Pois esta é a conferência de Neemias Queta.
A sua equipa, Utah St., terminou a fase regular em 2º lugar, como podemos ver acima, acabando, por isso, por saltar uma eliminatória desta fase final.
Os San Diego State acabaram por vencer o confronto na final frente aos Aggies de Queta e, por isso, apuraram-se automaticamente para o March Madness.

No entanto, o torneio que junta 68 universidades só “seleciona” 32 através deste método. As restantes são escolhidas pelo comité da liga que escolhe as equipas tendo em conta a sua qualidade, fama ou tendo em conta o interesse de certas equipas da NBA em prospects de determinadas universidades.

2021 NCAA bracket: Printable March Madness bracket .PDF | NCAA.com
Bracket do March Madness

Depois de escolhidas e apuradas, as equipas são divididas em quatro de grupos de 16 equipas. A melhor defronta a pior, a 2ª melhor a segunda pior…
Depois de esta fase inicial – que teve começo ontem – o primeiro objetivo são os “Sweet 16″ – fase em que restam apenas as 16 melhores universidades. De seguida os “Elite 8″ e a “Final 4″.
Por fim, a grande final e a coroação da universidade campeã do maior torneio de basket universitário do mundo.

A importância deste torneio é inequívoca: dar a conhecer e partilhar a qualidade de futuras estrelas e de futuros jogadores de NBA.
Esta preparação para a NBA acontece criando mediatismo, competição, visibilidade, preparação e, acima de tudo vitórias.
Estas são as primeiras grandes vitórias das futuras estrelas da NBA.
Nos EUA, ninguém fica indiferente ao MM. É impossível ignorar esta competição tão disputada, recheada de vitórias improváveis e finais dramáticos. E, tudo, com jovens universitários a criar o espetáculo.

Este ano não é diferente.
Desde equipas invictas a jovens promessas sem igual, há espetáculo para todos os gostos.
Os favoritos a vencer o grande torneio são a equipa que esta época ainda não perdeu, tendo um registo de 26-0 em jogos: Gonzaga.
Para além destes, Illinois, Baylor e Michigan são as restantes universidades consideradas favoritas à vitória final do torneio.

Neste evento criado para se darem a conhecer novos talentos, é certo que algo não falta: talento.
Cade Cunningham de Oklahoma, Jalen Suggs de Gonzaga, Evan Mobley de USC, Luka Garza de Iowa… são vários os nomes que se vêm mostrar aos palcos da “Loucura” para serem estudados e observados e comparados, com o objetivo final de chegar à NBA. Este é um espaço importantíssimo para se mostrar a qualidade que se tem para os olheiros das diversas equipas da NBA. É aqui que se cimentam muitas das decisões que acabam por ser anunciadas na noite do Draft: É aqui que os sonhos de muitos ganham forma.

À data a que este artigo foi escrito – madrugada de 19 para 20 (sexta para sábado) já vários jogos tiveram palco, Neemias já foi afastado da competição pelos Texas Tech e Cunningham já venceu o seu primeiro jogo. Neemias saiu de cabeça erguida e com a possibilidade de ser uma das picks da 2ª ronda do Draft do próximo ano.

Já vimos afundanços, lances no último segundo e momentos decisivos. Se querem assistir à beleza do basket num dos seus estados mais primários, mais puros e mais jovens, é aqui, no March Madness que todos se encontram nesta dança infinita.
Resta-nos aproveitar dos dias de incrível qualidade desportiva que se seguem.

LETS DANCE?

Watch CBS This Morning: Time to dance: March Madness arrives - Full show on  CBS

Deixe uma resposta