Wizards e Beal mataram a confiança de Ben Simmons

Ben Simmons pode estar mais ou menos recuperado fisicamente, mas claramente não é o mesmo jogador de há alguns anos, quando atacava o círculo, corria em transição, criava jogo para os outros, etc. Ainda tem flashes do All-Star que foi, mas continua mentalmente bloqueado e isso provavelmente explica em grande parte o seu desempenho abaixo com os Brooklyn Nets, onde tem média de 6 pontos, 6 ressaltos e 6 assistências por jogo.

É como se o australiano nem se atrevesse a lançar às vezes e a sua falta de agressividade fosse problemática para a sua equipa. É assim há muito tempo, só se agravou com o tempo. Um treinador da conferência Este, que permaneceu anónimo, recorda uma anedota marcante de há vários anos. Ele diz que Scott Brooks e os Washington Wizards foram os primeiros a fazer falta intencionalmente em Simmons para forçá-lo a lançar lances livres. E isto tê-lo-ia deixado de parte.

“Philly estava a liderar por 20 pontos e Brooks começou a pedir aos seus jogadores que mandassem Ben Simmons para a linha no quarto período. A partida foi ficando cada vez mais próxima e ele lançou mais e mais tijolos. Até Bradley Beal acabou a fazer falta nele, enquanto normalmente os melhores jogadores evitam fazer falta intencionalmente.”

“Os dois tiveram uma discussão acalorada e Ben disse: ‘Estou cansado dessas porcarias comigo. Vou colocar os dois. Aposto 5.000 dólares que vou colocá-los.’ Beal então respondeu: ‘Queres apostar 20.000 dólares?’ Ele foi para a linha e falhou os dois. Ele não disse uma palavra depois disso.”

O tipo de momento que pode destruir a confiança de um jogador. Nem tudo começou aqui, claro, mas esta história de Ben Simmons ilustra bem as dificuldades que encontra.

Deixe um comentário