Warriors vencem Knicks com Klay Thompson “on fire”

Na última madrugada, os actuais bi-campeões, os Golden State Warriors, defrontaram em Oakland os New York Knicks, uma das equipas com pior registo esta época, e sem Porzingis, seu jogador mais valioso.

Tinha tudo para ser um jogo fácil para os Warriors, e apesar da vitória por 27 pontos de diferença, 122-95, nem sempre o jogo foi um passeio para a turma de Oakland.

Com Steph Curry a tentar menos lançamentos de 3 que o habitual, foi Klay Thompson quem assumiu essa função, sempre muito bem assistido ora por Curry, que compensou alguma falta de eficácia no lançamento exterior com várias assistências, ora por Durant e Green, tendo a equipa de David Fizdale aguentado o impeto ofensivo dos warriors muito bem até metade do 2° período, chegando a estar em vantagem a 3 minutos do intervalo, por 49-48, tendo Tim Hardaway Jr, que se lesionaria pouco depois, Enes Kanter e Hezojna contribuido muito para o equilíbrio na partida, até que Curry com um dos poucos triplos que conseguiu no jogo, mais um lançamento de 2 pontos, um lançamento livre por uma falta técnica e uma assistência para mais um triplo de Klay Thompson ajudou os Warriors a conseguir um parcial de 13-0 e assim foram para o intervalo a ganhar por 61-49.

Na segunda parte restou aos Warriors, com um 3° período arrasador, aumentar a diferença, com Klay Thompson a mostra grande confiança, e Curry a entender que não era a sua noite a lançar, os Warriors alcançaram uma vantagem de 26 pontos no final do 3° período, tendo Klay Thompson já 30 pontos nesta altura.

Com ambas as equipas a fazer muitas rotações no último período, o único destaque vai para o acerto de Klay Thompson, que com mais 13 pontos no período, aumentou a sua conta pessoal para 43, com 18-29 em lançamentos de campo, taxa de acerto de 62.1%, e 7-16 em lançamentos de 3, com 43.8% de eficácia, Durant também esteve bem, apesar de ter sido muito poupado no último período, marcando 24 pontos, com 6 ressaltos e 6 assistências, para além de 2 desarmes de lançamento, isto em apenas 30 minutos, Curry, como já referimos, não tendo uma noite inspirada a marcar, apenas 14 pontos, foi crucial nos momentos chave da partida, tendo feito 14 assistências, muitas delas para o seu splash brother, Klay Thompson, para além de 7 ressaltos e 1 roubo de bola. Do lado dos Knicks, Hezojna for o jogador com mais pontos, 19, e destaque para os 12 pontos e incríveis 16 ressaltos do poste Turco Enes Kanter, apesar de ter saído do banco.

Márcio Dias

Natural e residente do Porto Licenciado em Línguas, literaturas e culturas na FLUP Fã de múscia, cinema e literatura, apaixonado por desporto e em particular por basquetebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *