Clippers vencem batalha de LA

Num dos jogos mais aguardados da noite, os Los Angeles Lakers voltaram a perder, desta feita para os rivais da cidade, os Clippers, por 113-105

Os Lakers precisavam da vitória urgentemente, pois estavam a vários jogos dos lugares de acesso aos play-off, o último deles ocupado pelos próprios Clippers.

A turma de Luke Walton começou bem o jogo, e com Kyle Kuzma a jogar na sua posição e Rondo a liderar muito bem a equipa, os Lakers foram melhores no 1° período, e venciam por 34-26 no final do mesmo, parecendo que iam dar um pontapé na crise.

Mas não estava para ser a noite dos Lakers, e com um 2° período para esquecer deitaram a perder a vantagem que tinham e foram para o intervalo a perder por 57-61, com Gallinari de mão quente.

No 3° período as 2 equipas estiveram no mesmo nível, com os Clippers a saber tirar proveito da falta de organização defensiva dos Lakers, que se valiam de Rajon Rondo, com uma grande exibição, ou de LeBron James para se manterem no jogo, contudo, os Clippers fecharam a período a ganhar por 6, dando uma maior confiança para o período restante.

No último período faltou aos Lakers mais que só a vontade em dar a volta ao marcador, apesar de mais uma vez terem estado bastante perto no marcador, com um jogo muito pouco consistente e fraca pontaria de 3 ou da linha de lance livre, problemas crónicos dos Lakers, que os Clippers souberam de forma muito colectiva aproveitar.

Gallinari com 23 pontos e Lou Williams com 21 foram os destaques dos Clippers, enquanto pelos Lakers de realçar a exibição de Rajon Rondo, com 24 pontos, 12 assistências e 10 ressaltos, e também LeBron James com 27 pontos, 6 assistências e 8 ressaltos.

De parabéns a equipa de Doc Rivers, que parece estar a caminho dos play-off, isto depois de ter perdido Tobias Harris para os Sixers. Estão agora em 7° lugar da conferência Oeste, com registo de 37-29, esperando pelo resultado dos Spurs para saberem se continuam em 7°.

Os Lakers estão cada vez mais longe de um lugar de acesso aos play-off, estando com registo de 30-34, em 10° lugar na conferência.

Márcio Dias

Natural e residente do Porto Licenciado em Línguas, literaturas e culturas na FLUP Fã de múscia, cinema e literatura, apaixonado por desporto e em particular por basquetebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *