“Ones to Watch 22/23”: Christian Wood

“Ones to Watch 22/23” consiste em analisar ao pormenor um jogador de cada equipa da NBA, que tem muito para provar na temporada que se avizinha. Os jogadores são selecionados conforme a sua situação atual, como por exemplo, um jogador regressado de lesão, um jogador que tem a “obrigação” de se afirmar, um jogador que foi recentemente adquirido, etc. A rúbrica funcionará por ordem alfabética de equipas e será lançada todos os dias até ao começo da temporada.

Numa transferência que até se pode dizer que passou um pouco despercebida, Christian Wood mudou-se de Houston para Dallas, e reforçou uma posição carecida por parte de Doncic e companhia. Nesta troca entre texanos, Dallas enviou cinco jogadores em troca dos serviços de Wood, que se tem vindo a afirmar como um “center” diferente nos últimos anos.

Com 26 anos e 2,06 metros de altura, Wood estabeleceu-se em Houston após passagens por Sixers, Hornets, Bucks, Pistons e Pelicans. O jogador teve a sua temporada de afirmação em 2020/21, no “pós Harden”, mas acabou por se lesionar. Na temporada passada conseguiu manter o nível, mas com a chegada de Jalen Green, os Rockets preferiram trocá-lo.

Wood é um center com mais mobilidade, podendo fazer um pouco de tudo em campo. O jogador é rápido e ágil, tendo uma excelente coordenação com o seu tamanho, que lhe permite ser um bom defensor e desarmador de lançamentos. Apresenta bons movimentos no setor ofensivo, sendo um bom criador de oportunidades, com e sem bola. Na temporada passada teve média de 17 pontos e 10 ressaltos por jogo.

A principal razão desta troca é a futura parceria entre Wood e Doncic, que têm tudo para se entender na perfeição. O “playmaking” do esloveno criará muitas oportunidades para Wood, podendo existir alguns “alley hoops”, assim como as boas movimentações de Christian Wood irão criar mais espaço para Doncic agir.

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com a aspiração de um dia poder trabalhar no mundo da NBA. @vascoliveira8 no Twitter

Deixe uma resposta