O que é feito do Papagiannis?

Georgios Papagiannis, foi a 13ª escolha do NBA Draft em 2016, à frente de jogadores como Pascal Siakam, Malcolm Brogdon e Caris LeVert.

Chegou ao Draft em 2016 vindo do Panathinaikos da Grécia, no seu país de origem, mas antes já tinha jogado profissionalmente pelo Peristeri onde se estreou na Liga Grega com apenas 14 anos de idade, um registo que permanece como recorde nesse campeonato. Jogou duas épocas pela equipa e em 2014 deu o salto e assinou contrato com o Panathinaikos, clube grande que lutava por títulos e onde jogou até 2016 para tentar entrar na NBA.

Era visto como um projeto, tinha 18 anos e 2.20m de altura e era esperado numa possível escolha do final da 1ª ronda ou como mais provável na 2ª, mas quando se menos esperava, foi selecionado na 13ª escolha que pertencia aos Phoenix Suns mas que foi trocada pela 8ª escolha onde foi selecionado Marquese Chriss na mesma noite.

Logo no primeiro ano as coisas não correram bem, onde jogou apenas 22 jogos tendo números de 5.6 pontos e 3.9 ressaltos com menos de 1 bloco por jogo. No segundo ano ainda foi pior onde fez apenas 16 jogos e jogou apenas 7 minutos por jogo, o que provocou uma dispensa por parte dos Kings em Fevereiro de 2018. Um mês depois assinou contrato com os Portland Trail Blazers por quem fez apenas um jogo e onde acabou novamente dispensado no Verão desse mesmo ano.

Com isto voltou ao seu país natal e a uma equipa que conhecia bem, o Panathinaikos onde assinou um contrato de 5 anos, mas apenas garantido nos primeiros 3 e com possibilidade de sair para a NBA depois dos primeiros 2. Por esta equipa conseguiu melhorar os seus registos e tornou-se campeão em 2019, onde também fez parte da equipa ideal da liga nesse ano.

“Big Papa” ou “Big George” como é conhecido, tem apenas 22 anos e não descarta um possível regresso à NBA, onde nem sequer esteve durante dois anos, o que não é muito normal acontecer. Era visto com algum potencial para se tornar num jogador útil mas teve poucas oportunidades para o mostrar. Poderá ainda voltar à NBA?

Guilherme Correia

Grande fã do LeBron James e foi ele que me fez gostar deste grande desporto que é o Basquetebol!!

Deixe uma resposta