Indefinição com Zach LaVine

Em entrevista após a derrota nos playoffs dos Chicago Bulls para os Milwaukee Bucks, LaVine falou de uma “grande decisão” quando questinado sobre a próxima free agency. “Quero experimentar isto de A a Z e não tomar decisões precipitadas”, disse LaVine, que é representado por Rich Paul, e a Klutch Sports.

O jogador de 27 anos passou os últimos cinco anos com os Bulls, tendo chegado à Windy City no verão de 2017 como parte de uma troca de Jimmy Butler, de Minnesota. Um ano depois, LaVine assinou um contrato de quatro anos e 78 milhões com os Sacramento Kings, mas como o base era um agente livre restrito, os Bulls seguiram a oferta e mantiveram o jogador.

Mas agora LaVine é um agente livre sem restrição e pode escolher o seu próximo destino. “Isto é um negócio. Não estou a dizer que definitivamente voltarei, mas também não estou a dizer que definitivamente estou a deixar a equipa”, disse LaVine. Afinal, Chicago pode oferecer mais dinheiro, no máximo 210 milhões de dólares por cinco anos.

Os problemas contínuos no joelho que afetaram LaVine na segunda parte da temporada não são motivo de preocupação para os Bulls se as palavras do líder dos Bulls, Arturas Karnisovas, forem confiáveis: “Temos um bom relacionamento com ele aqui e os dois últimos anos foram os melhores da sua carreira. Vamos ver o que acontece agora”, disse o lituano.

De qualquer forma, os Bulls não terão desconto, o que LaVine deixou mais do que claro: “É importante para mim que eu seja pago da maneira que mereço. Vejo-me como um dos melhores jogadores da liga. Acho que provei isso nos últimos anos.”

Na temporada dos Bulls, LaVine teve média de 24,4 pontos, 4,6 ressaltos e 4,5 assistências, com 47,6% nos lançamentos de campo e 38,9% da linha de três pontos. Como recompensa, LaVine foi selecionado para a All-Star Team pelo segundo ano consecutivo. No entanto, o jogador de 27 anos nunca chegou à equipa All-NBA.

Deixe uma resposta