Fim de ciclo nos Bucks – Opinião

3-0 na série. Giannis em queda de performance. Quebra de performance da equipa a meio dos jogos. Bestiais na época regular, bestas nos playoffs. Há muita coisa errada nestes Bucks, vamos ver o quê.

Depois de hoje, os Bucks podem ainda passar a série apenas e só se ganharem os próximos 4 jogos.
A série entre Heat e Bucks está 3-0 (favorável ao franchise da Florida) e pode já estar terminada daqui a dois dias.
Nunca uma equipa saiu de uma desvantagem de 3-0 numa série e o último jogo poderá ter sido o prego decisivo neste caixão onde se encontram os Bucks.

Giannis está em baixo de forma. Não decide. Não assume (e quando o faz, peca), é anulado pela equipa adversária, é pouco eficaz no lançamento.
Neste último jogo, Giannis faz pouco mais de metade dos seus FT (7/12), acerta 0 triplos dos 7 que faz, é autenticamente barrado pela defesa dos Heat (Adebayo foi fulcral nesse sentido) acertando um terço dos seus lançamentos – 7/21 FGM.
Numa fase final do 4ºP joga a center num matchup que acaba por não o favorecer muito.
Joga apenas 35 minutos num jogo que seria decisivo (o mais importante da época) para a equipa. 35 minutos é o tempo que Giannis muitas vezes fazia durante a fase regular.
Como é que a estrela da equipa joga apenas 35 minutos num jogo que é, simbolicamente o tudo ou nada da época?

Ainda sobre ontem; uma equipa que está a ganhar por 14 no jogo mais importante da época jamais se pode deixar perder para uma equipa tão focada como os Heat. Uma equipa que está a ganhar por 14 no 3ºP não pode acabar o jogo a perder por dois dígitos. Não pode se quiser lutar por qualquer coisa relevante.
Jimmy Butler fez 17 pontos contra os 13 dos Bucks no último período e isso diz muito deste final de jogo.
Perder o último período por 27 pontos (pior diferencial de sempre num 4º período desde que os 24 segundos para lançar foram implementados) – 40 X 13 – e marcar 1 ponto nos últimos 4:20 minutos de jogo é pedir para perder. Forçar lançamentos como os Bucks forçaram e limitar os minutos do Giannis no momento em que tudo está a descarrilar é juntar ingredientes para a combinação mais mortífera para os próprios Bucks, ainda para mais quando o limite de minutos imposto a Giannis gera um parcial de 16-2 favorável aos Heat na ausência do grego.

Uma equipa que faz a melhor fase regular da liga, tem (quase) um back-to-back MVP e joga com uma equipa (na teoria) “inferior” não pode perder 3 jogos seguidos. Se perde não pode esperar mais que uma vassourada nas semifinais da sua conferência.
Budenholzer não altera nada. Não muda matchups. Não encara um falhanço e tenta ver o que pode fazer para emendá-lo.
Budenholzer está a encarar os playoffs como encarou a fase regular.
Em termos de táticas e de minutos de jogo, Budenholzer considera que não existe diferença entre fase regular e playoffs.

A ideia de jogo de colocar Giannis ou Brook no paint à espera dos adversários, mesmo que isso custasse triplos praticamente sem serem contestados funcionou durante a fase regular. Aliás, os Bucks ficaram em 1º de todas as 30 equipas.
No entanto, usar essa mesma tática, jogo sim, jogo sim, numa série de playoff em que cada equipa sabe exatamente aquilo que vai encontrar do outro lado é no mínimo imprudente.
E só deixa de ser imprudente para se tornar irresponsável quando o adversário é uma das equipas que mais usa o tiro exterior como arma de arremesso. Duncan, Tyler, Dragic e companhia adoram quando este sistema defensivo dos Bucks os deixa livres na zona dos 3 pontos.
Para além disso, colocar o melhor defesa da liga (que pode defender qualquer adversário devido à sua versatilidade física) a defender o pior jogador do 5 inicial é um erro que não deveria ser cometido por nenhum treinador na NBA. Giannis pde defender qualquer jogador no 5 inicial e acaba por defender Crowder.

No ataque, os Bucks e Budenholzer têm a mentalidade igualmente estagnada num estilo que já nos apercebemos que não resulta.
Os Heat sabiam o que iam encontrar nesta série: Giannis a atacar o cesto de forma agressiva e sem pensar duas vezes. Caso não resulte… tenta-se outra vez até resultar.
E os Heat perceberam que, mantendo o paint muito bem defendido, Giannis ia sofrer bastante nesta série. E parece que acertaram em cheio.
Giannis têm sido anulado nestas séries e não existem grandes sinais positivos a aparecerem.
Nesta série Giannis tem 22.7 pontos por jogo. Ninguém diria que estes são números de MVP. Porque não são.
E como Giannis é anulado e Budenholzer não cria nada inovador e que surpreenda os Heat, nada muda.

Por último, a gestão de tempo.
Frente aos Celtics, na mesma situação que os Bucks estavam até ao jogo de hoje, Nick Nurse colocou Lowry a jogar 46:26 minutos. Exato. 46:26 de 48:00 minutos.
Num jogo decisivo, Nurse apostou tudo.
Mas não é só de agora.
Vejamos as médias de minutos por jogo de cada jogador (Raptors e Bucks) nestes playoffs:

Repararam nas diferenças?
De um lado temos uma equipa parada na fase regular.
do outro temos alguém que está a espremer o máximo que pode de quem tem mais sumo para dar.

Podemos estar a assistir ao fim da curta era de Giannis nos Bucks, podemos estar perto de assistir ao fim da estadia de Budenholzer nos Bucks e este próximo jogo, pode ser o último jogo de playoff de Giannis nos Bucks.
O jogador está notoriamente descontente e são vários os rumores que o colocam fora de Milwaukee.

Deixe uma resposta

<--bit--><--ti-->