A histórica performance de Thomas Bryant

Uma performance como a de Thomas Bryant é algo que não era visto há quase 25 anos.

Os 31 pontos obtidos em 14 lançamentos em 14 tentativas, que levaram os Wizards a uma vitória frente aos Suns no triplo overtime, são a primeira vez que tal acontece desde Gary Payton frente aos Cavs, em 1995. Tornou-se assim apenas o quinto jogador da história da NBA a conseguir 14-em-14 ou melhor, juntando-se a um restrito grupo constituído por Payton, Bailey Howell, Billy McKinney e Wilt Chamberlain. Melhor que isto, ou seja, 15-em-15, apenas Wilt Chamberlain já conseguiu.

Thomas Bryant, com apenas 21 anos, bateu neste jogo tanto o seu career-high de pontos, ressaltos como também minutos jogados. Escolhido pelos Lakers na 42ª posição do Draft de 2017, Thomas jogou apenas 14 jogos pelo franchise, marcando apenas 1.4 pontos por jogo, sendo que se mudou para Washington mais tarde. Até ao momento já jogou 23 jogos e 17 deles a titular, merecendo a confiança de Scott Brooks. Será que a equipa da capital tem aqui um diamante em bruto acabado de descobrir?

Afonso Mendonça

Desde cedo descobriu a sua paixão pela modalidade, começando a jogar basquetebol aos 9 anos para só parar 9 anos depois. Verdade seja dita, nunca foi muito bom. Tenta então agora compensar a sua carreira falhada a meter a bola no cesto ao meter artigos na net. Não é bem a mesma coisa mas promete deixar nas teclas do computador o mesmo empenho que outrora deixou em campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *