We the North – Como é que chegamos aqui?

O “Como é que chegamos aqui?” é um espaço de análise semanal em que revemos alguns dos momentos que marcaram a última década de cada equipa.
Estes estarão ordenados não por importância, mas sim cronologicamente.
A equipa que entra esta semana na rubrica é a mais recente campeã da NBA.
Eis os imparáveis: Toronto Raptors.

2010 – 2020 – Trades durante a década

A década começou com a saída de Bosh para os Heat e uma equipa dos Raptors desfalcada.
Com uma das suas estrelas do momento, Andrea Bargani lesionado e a jogar 33 jogos por temporada nos dois últimos anos em Toronto, os Raptors e Masai Ujiri decidiram dar um novo rumo à equipa do Canadá.
Enviam Bargani para fora de Toronto, recebendo uma 2 picks de draft (uma de cada ronda) e recebendo alguns jogadores.
Mais tarde, os Raptors enviam Rudy Gay, Aaron Gray e Quincy Acy para Sacramento em troca de 4 jogadores de menor calibre.
Conseguiram libertar Cap Space e fazer novas trades anos mais tarde com alguns desses jogadores, acabando por fazer Ibaka e Kawhi com alguns dos jogadores ou picks antes trocadas.
A isto juntamos os já conhecidos Lowry, Siakam e o recém adquirido Green e temos uma equipa digna de título.

2012 – 2020 – Kyle lowry

Para muitos, o maior jogador que os Toronto já tiveram. O verdadeiro marco de um franchise.
Bastaram dois anos com Lowry para podermos ver os Raptors a chegarem aos playoffs.
Kyle Lowry é o jogador com maior winshare de sempre nos Raptors, com 555 jogos feitos pelo franchise de Toronto e o que carrega de peito e alma o que é ser um Raptor mais que qualquer outro.
Depois da sua chegada ao Canadá, rapidamente melhorou o seu jogo, a sua influência no mesmo e a quantidade de pontos marcados por jogo.
Sem DeRozan saiu. Kawhi esteve por uma época em Toronto. Siakam tornou-se MIP no ano passado, mas nos playoffs deste ano vacilou bastante.
O que não mudou foi sempre Lowry.
Para bem e para o mal lá estava ele.
São 17.6 pontos por jogo, 7.1 assistências, 4.9 ressaltos, 1.5 roubos de bola, 5 presenças no jogo dos All-Star, uma chegada à final de conferência e um título de campeão da NBA.
É muita história.

2018 – 2020 – Nick nurse

Depois de 5 anos como adjunto nos Raptors, o aprendiz virou mestre.
Duas épocas de NBA como treinador principal equivale a um título de campeão e a uma ida à meia final de conferência.
Nestes dois anos, Nurse conseguiu tornar-se treinador do ano num deles, mesmo depois de perder a estrela da equipa.
Conseguiu ter um maior win rate no ano depois de ser campeão (sendo que perdeu Kawhi).
Nos Raptors, Nurse tem 71.2% de vitórias em fases regulares + 65.7% nos playoffs, 154 jogos, dos quais 111 foram vencidos, um título de treinador do ano e um título de campeão.
Nestes dois anos, Nurse ganhou mais que muitos treinadores ganharam e irão ganhar em todas as suas carreiras.

2018 – 2019 – Kawhi

Depois de várias épocas no Texas, Kawhi mudou-se para os ares frios do Canadá.
Toronto recebeu o All-Star durante um ano. E um ano bastou para serem campeões.
Num ano, Kawhi foi MVP das finais, entrou para as segundas equipas All-Star e NBA All-Defensive Team e  foi campeão contra muitas expetativas. Num ano.
Nesse fantástico ano, Kawhi teve médias de 26.6 pontos, 7.3 ressaltos, 1.8 roubos de bola, teve a honra de derrotar o MVP da fase regular e a possibilidade de fazer um dos (ou o) lançamentos mais simbólicos e importantes do franchise.
Foi só uma época, mais foi a melhor época de sempre dos Raptors.

2018 – 2019 – Época 18/19 e título da NBA

Para terminar este artigo no ponto mais positivo da década, não tivemos que alterar nada cronologicamente.
No ano passado os Raptors tornaram-se nos campeões da NBA graças a toda uma equipa extremamente equilibrada e participativa, em que todos foram essenciais para tornar este feito possível.
Com 58 vitórias e 24 derrotas na fase regular e 16 vitórias e 8 derrotas nos playoffs, os Raptors tornaram-se campeões da NBA depois de derrotar equipas como os Bucks de Giannis (o MVP) e como os Warrirors de Curry, Klay Thompson e Green. (KD lesionou-se).
Foi a melhor época de sempre dos Raptors. Não era possível ter sido melhor.
Foi o coroar de uma década com altos e baixos, mas que ficará para sempre na história desta equipa.

Segue em baixo o quadro resumo desta década dos Raptors:

Deixe uma resposta

frisuren papierquotes.com beylikdüzü escort 18 porno jojobet german sexfilme avcılar escort istanbul escort akbatı escort esenyurt escort