Vícios do Draft: A NBA tentou renascer os Bulls?

Depois de uma das décadas mais brilhantes de qualquer equipa, os Bulls perderam MJ e ao mesmo tempo ficaram sem a qualidade que este trazia à equipa.

Assim, a equipa que ganhou 6 campeonatos (três títulos seguidos, duas vezes) deixou de entrar no mapa das equipas candidatas a ganhar o que quer que seja. Com a saída de Jordan, os Bulls só voltariam a chegar às finais de conferência mais de 10 anos depois.

A NBA via assim um dos seus franchises mais incríveis (e mais lucrativos) cair na ruína.
Sem Jordan, Pippen e Rodman, os Bulls não tinham armas para combater o que quer que fosse. Um franchise como o de Chicago, de uma ano para o outro, desapareceu do mapa.

Assim, a NBA teria todo o interesse em tentar renascer os Bulls.
Mais Bulls – mais dinheiro.
Mais dinheiro – mais felicidade para a NBA.
E é aqui que as peças se começam a juntar.

Passados alguns anos, os Bulls voltaram a dar provas de vida, chegando aos playoffs.
A isto juntou-se um outro fator.
Um jovem de nome D. Rose, com origem em Chicago estava apto para ir para o draft.
À medida que o draft se aproximava, D. Rose mostrava cada vez mais o seu valor e afirmou-se como a principal estrela daquele conjunto de jovens.
A NBA não podia perder esta oportunidade.

Desta forma, segundo algumas teorias, a NBA fez com que os Bulls ficassem com a 1ª pick desse draft, podendo trazer de volta a casa D. Rose, embora os Bulls só tivessem 1,7% de hipóteses que isso acontecesse.
O que isto significava para Chicago?
Ter um herói que sentia aquela cidade mais que ninguém (tal como o caso de LeBron e os Cavs) a jogar pela sua equipa, trazendo toda uma nova enchente de qualidade era a grande oportunidade de fazer renascer Chicago.

A NBA acertou em tudo. Menos na previsão das lesões de Rose.
Se não tivessem sido as lesões, Rose poderia ter-se tornado um dos maiores jogadores de sempre dos Bulls (apesar de já o ser).

Tudo isto não passam de suposições e não existem provas de que a NBA realmente fez este tipo de viciação no draft. No entanto, tudo isto não deixa de ser suspeito.

Deixe uma resposta