Toronto Raptors a uma vitória de se tornarem campeões da NBA!

No início desta época eram muitos os fãs da NBA que declararam que a liga estava “morta” com a super equipa que os Golden State Warriors construíram e que não haveria qualquer dúvida de que seriam os campeões da NBA. As contas ainda não estão fechadas mas com 4 jogos realizados, os Toronto Raptors lideram a final por 3-1 e estão a apenas uma vitória de se tornarem os novos campeões da NBA. O próximo jogo realiza-se em Toronto, no Canadá, onde os Raptors terão uma oportunidade de ouro para fecharem uma época de sonho, no entanto, pela frente terão os Golden State Warriors que são a equipa mais forte da liga e que têm realizado feitos inéditos na história, e não devem ser dados como derrotados até ao último segundo do último jogo da liga.

No jogo 4 os Golden State Warriors voltaram a contar com Klay Thompson e com Kevon Looney, Kevin Durant continua de fora, mas nem assim conseguiram impedir os Toronto Raptors de vencer novamente na Oracle Arena, desta vez com um resultado final de 105-92.

Com um início de jogo algo atribulado, com muitos turnovers à mistura, e com as equipas em dificuldade em pontuar, os Golden State Warriors conseguiram sair melhor do 1º período e mantiveram a liderança até ao final da primeira parte.

Nada fazia prever o que aconteceu na segunda-parte do jogo. Os Toronto Raptors entraram determinados no 3º período e rapidamente conseguiram passar para a frente do marcador e aos poucos construíram uma vantagem definitiva que rapidamente chegou à casa das dezenas, e terminaram o jogo com relativa tranquilidade e a garantir uma preciosa vitória que os coloca numa excelente posição para o resto da Final.

Destaques

Kawhi Leonard, começam a faltar adjetivos para descrever aquilo que Leonard tem feito ao serviço dos Toronto Raptors. Mais uma noite de liderança silenciosa, selada com 36 pontos e 12 ressaltos. Destaque ainda para Ibaka que somou 20 pontos vindo do banco.

No lado dos Golden State Warriors foi Klay Thompson que esteve em grande plano, voltando da lesão que o manteve de fora do jogo 3, apontou 28 pontos e foi o melhor marcador da equipa, seguido de Curry que apontou 27 pontos. Apesar da excelente prestação de Thompson, foi notório que o jogador ressentiu-se da lesão várias vezes durante o encontro, e até mesmo Curry e Green demonstraram um desgaste físico depois do esforço que fizeram no jogo anterior.

Melhores momentos do jogo.

Pedro Ribeiro

Formado em Ciências da Comunicação, trabalhou como Jornalista e Assessor de Comunicação. Fã da NBA, participou em vários projetos sobre esta liga. Fundador do site www.nbaportugal.com https://twitter.com/pedrofmribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *