Todos andam a sofrer do mesmo mal

Draymond Green é um defensor fabuloso e um jogador único na NBA, com todas as coisas que ele é capaz de fazer para levar a equipa à vitória. Entre essas coisas, não há apenas ações defensivas fenomenais, passes decisivos ou conversa fiada. Há também o dedo grande e feio no olho.

No jogo 4 perdido pelos Warriors contra os Nuggets, Green continuou o seu trabalho de defender Nikola Jokic, como desde o início da série. O sérvio ainda impressionou e terminou com 37 pontos, 8 ressaltos e 6 assistências. No entanto, teve de voltar a si depois de ser vítima daquele que poderia ser apelidado de “O dedo de Green” se estivéssemos numa série policial. Porque Draymond Green geralmente defende com intensidade e inteligência, mas as suas mãos erram às vezes e causam problemas.

No passado, LeBron James e James Harden acabaram com olhos bastante vermelhos porque levaram um dedo de Draymond no olho. LeBron em 2018 durante as finais da NBA, e Harden em 2019, nas semifinais da conferência Oeste, também com o mesmo gesto.

No domingo, Jokic teve essa experiência dolorosa. Difícil de considerar que não haja um mínimo de intencionalidade ou agressividade imprudente no gesto, certamente defensivo, de Draymond Green. O jogador dos Warriors deveria ter recebido uma falta técnica nesta ação, pouco antes da briga com Aaron Gordon, que acabara de responsabilizá-lo pela maneira de defender. 

Possivelmente agora os árbitros estão a começar a observar as mãos de Draymond mais de perto…

Deixe uma resposta