Por que razão Nash abandonou os Mavs em 2004?

Steve Nash é talvez um dos melhores bases que já passaram pela liga. A sua jornada na liga mais famosa do mundo começou no ano de 1996, quando foi selecionado pelos Phoenix Suns no draft, jogando naquela equipa cerca de duas épocas, antes de se mudar para o Texas para representar os Mavericks em 1998.

Após as duas primeiras temporadas terem sido frustrantes para o conjunto texano, finalmente no ano de 2000 os Mavs conseguiram um apuramento, após 10 anos de espera, para uma fase de playoff, sendo posteriormente eliminados nas “West Semis”, situação que se repetiu na época seguinte(2001). O melhor que os Mavs conseguiram com Nash ao leme da equipa foi chegar a um final de conferência no ano de 2002.

No final da época seguinte, com os Dallas eliminados na primeira ronda dos playoffs, o futuro de Nash como base principal da equipa começou a ficar comprometido, devido à sua quebra de rendimento individual nessa temporada.

Mark Cuban ainda tentou negociar com o canadiano uma eventual renovação, mas os números oferecidos ao que parece não agradaram a Nash, porque Cuban não estava disposto a oferecer um contrato valioso como Nash pretendia, dada a sua entrada no pico descrescente na carreira, na altura com 30 anos de idade. Cuban ofereceu um contrato de 4 anos por 36M$, mas Nash considerou que o “deal” não era um bom negócio.

O base acabou por não renovar e mudou-se para o deserto, assinando um deal de 64M$ por 4 temporadas, voltando para representar os Phoenix Suns novamente. Sucede que, contra as previsões de muitos, Nash apresentou um nível exorbitante a partir do seu regresso aos Suns.

Nas duas primeiras temporadas, os Suns tornaram-se novamente uma excelente equipa, conseguindo alcançar em 2005 e 2006 as finais da conferência oeste, perdendo para os Spurs e Mavericks, respetivamente. Nessas duas temporadas, Steve venceu o prémio de MVP duas vezes consecutivas, o que muitos dizem ser uma chapada de luva branca ao dono dos Mavs, que certamente se arrependeu a olhos vistos da decisão que outrora tinha tomado.

O ex jogador, que se retirou em 2013 a atuar pelos Lakers, falou sobre a sua misteriosa saída dos Mavs em 2004, explicando as razões que estiveram por detrás da sua mudança de ares naquela fase da sua carreira.

Our franchise tried to take steps to get over the hump, so we signed Antoine Walker and Antawn Jamison that summer. And it was ballsy, they tried something, but really you’ve got both and Dirk playing the same position, they’re all kind of mobile fours. And so, it just didn’t work. It was difficult.

I was always a pass-first guy. So, I tried to make this thing work. So, the first part of the season, half of the season my numbers were really down, but the second half of the season I think I shot over 50% and played well. But I think it was like a sign to Mark Cuban that maybe he thought I was coming to the end because I didn’t have the full year I had prior.

That summer, he (Cuban) really didn’t make a big effort to keep me. I think he thought he didn’t want to overpay — I think he’d overpaid a few guys, and didn’t want to overpay an aging point guard — and that’s how I ended up in Phoenix, really. I don’t think he was confident in my future at that point,” Nash told Stephen Jackson and Matt Barnes in the All The Smoke podcast, via the Dallas News.

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde 2009, desde que um certo trio andou por lá a provocar estragos

Deixe uma resposta

<--bit--><--ti-->