Nasceu um novo Kyrie Irving

Kyrie Irving, ex-campeão da NBA e estrela dos Dallas Mavericks, tem estado a jogar num nível altíssimo, mas não da maneira que estamos habituados.

Kyrie é conhecido pelo seu extenso repertório ofensivo, que vai de lançamentos exteriores a layups contestadas por três adversários. Mas nestes Playoffs, com mais precisão, na atual série contra os Oklahoma City Thunder, Irving tem estado exímio na sua capacidade de decisão, quer seja no ataque ou na defesa.

Os bloqueios

Kyrie tem levado com dois adversários em cima quando pede um bloqueio. Com este desafio, Kyrie tem feito algo que nos ensinam quando jogávamos em “pequeninos”, o clássico: “Joga simples.”

Nesta imagem abaixo, Kyrie está a ser defendido por Jaylen Williams e Derrick Jones Jr., uma ameaça aérea, por Josh Giddey, um extremo muito pouco agressivo. Neste caso, Kyrie chama o bloqueio, onde DJJ (Derrick Jones Jr.) puxa Giddey para cima, onde quando o extremo dos Dallas começa a correr para o cesto e Kyrie faz o passe simples e a jogada correta. A jogada terminou num dois mais um de DJJ.

Neste lance, o base está com a bola novamente e chama o bloqueio curto de Gafford, que corta logo para as costas de Chet Holmgren em direção ao cesto, mas a leitura de jogo de Irving está mais “à base”, por isso, passou a bola para DJJ, que estava a ser defendido por Giddey, novamente.

Josh Giddey estava a prepara-se para dar a ajuda no garrafão, o que possibilitou ao extremo dos Mavs concretizar um lançamento não contestado.

Leitura de jogo simples, porém, muito eficaz.

Defesa

No lado defensivo também temos um novo Kyrie. Um Kyrie que se esforça, usa a sua força e estica a mão para estorvar o atacante.

Quando marcados pelo australiano, os jogadores nestes Playoffs acertam apenas 31.3% dos seus triplos (10º na NBA).

Com as trocas por P.J. Washington e Daniel Gafford, Dallas melhorou muito defensivamente, tanto com bola, tanto sem bola. Com a ajuda de Luka e Kyrie no backcourt, nos dois lados, Dallas tem chances de chegar às finais da NBA, muito por conta do estilo de jogo aberto de Sr. Irving.

Daniel Pimpão

Sou um apaixonado por basquetebol, vivo e respiro este desporto que nos tira horas de sono. Tenho 19 anos e um sonho de um dia ser um dos melhores jornalistas portugueses. Estou a tirar Comunicação Social em Abrantes, no âmbito de jornalismo. Olhar sempre para a frente, mas trabalhar com a cabeça para baixo.

Deixe um comentário