Playoffs em análise: Toronto Raptors (10/16)

Será que a equipa do Canadá consegue fazer estragos mesmo não tendo nenhuma “estrela”?

Registo: 5º Este / vitórias: 48 / derrotas: 34 / Rank ofensivo: 14º / Rank defensivo: 10º

Os Toronto Raptors acabaram a época com um registo impressionante. Se, em novembro, alguém me dissesse que os Raptors iriam acabar à frente dos Nets, Bulls e Hawks, eu ficaria incrédulo. O “truque” dos Raptors foi a consistência. Apesar de não terem nenhuma “estrela” propriamente dito, possuem um grupo de jogadores que consegue marcar 20 pontos ou mais com alguma regularidade.

De facto, os Raptors fizeram um registo curioso e de muito valor: 4 jogadores acabaram com médias superiores a 15 pontos por jogo – Siakam (22), Anunoby (17), Trent Jr. (18) e Vanvleet (20). Ou seja, não foi preciso nenhuma superstar para conseguir assegurar um bom lugar na classificação.

Mas isto leva-nos ao problema dos Raptors. Eles são uma equipa boa e consistente, mas é apenas isso. Não são uma equipa de topo, e não são contenders. Na minha opinião falta ali uma verdadeira estrela, um jogador top 10, um jogador que seja capaz de, a qualquer noite, pôr a equipa toda nas suas costas e levar o jogo à frente. Siakam é o melhor jogador da equipa, mas ele ainda está longe de se tornar um jogador desta categoria.

Os Sixers são um matchup muito difícil para os Raptors. Apesar de serem uma boa equipa defensivamente, os canadianos não têm ninguém que consiga parar Joel Embiid.

Em suma, acho que os Raptors estão perto de ser uma GRANDE equipa, se conseguirem arranjar a peça que falta, até lá, não consigo conceber que eles passem para a 2ª ronda.

João Araújo Correia

Licenciado em Direito, 23 anos e sou fã incondicional dos Clippers desde a era da Lob-City. Desde pequeno que adoro basquetebol, tanto de ver como jogar! Apesar do Patrick Beverly estar enganado quanto aos próximos 5 anos serem dos Clippers, espero que seja, pelo menos, 1!

Deixe uma resposta