Os 5 melhores destinos para Brandon Ingram este Verão – Parte 1

Na ressaca de um excelente Podcast com os nosso amigos do Pelicans Brasil do Twitter (podes assistir aqui), vamos aproveitar para falar de um dos principais jogadores desta equipa. Será ele o Brandon Ingram, cujo contrato termina esta época. Vamos tentar esmiuçar um pouco esta situação e ver os prós e contras se ele ficar nos Pelicans ou noutras 4 equipas.

O Free Agency da NBA este ano não tem muitos jogadores de qualidade e esses têm quase todos Player Option, ou seja, podem ser eles a obrigar a equipa a renovar, como deverão ser os casos de Andre Drummond, Gordon Hayward. Por isso, Anthony Davis, DeMar DeRozan e Brandon Ingram serão os tubarões deste Verão. Este último foi pela primeira vez all star, é um dos candidatos a Most Improved Player e é uma estrela em ascensão. Ingram será um restricted free agent. Isto coloca várias questões: Os Pelicans vão oferecer um Max proactivamente? Eles simplesmente ficam a ver quais as propostas que vêm da liga e limitam-se a igualar? Deixam-no sair e construir o plantel de forma diferente? Vamos explorar os destinos possíveis para o Ingram.

New Orleans Pelicans

No 1º ano pós Anthony Davis, os Pelicans aproveitaram, ao máximo, os jovens jogadores que receberam dessa troca. A equipa era esperada estar esta época em reconstrução mas, com o salto de Ingram como 1ª opção a marcador e Zion Williamson uma futura estrela na Liga, esta equipa estava a lutar pelos Playoffs até à suspensão do campeonato. Com isto dito, estará esta equipa já construída para ganhar campeonatos ou para apenas ir aos Playoffs? Estas perguntas demonstram a importância da decisão que o Frontoffice dos Pelicans terá pela frente. Ingram provou ser uma ótima 1ª opção na equipa, com uma média de 24.2 pontos. Os seus números desceram quando Zion regressou, passando de 25.6 pontos e 6.7 ressaltos para 21.1 e 5.2 respetivamente (com percentagens de 47.7/39.9/85.8 para 43.8/36.0/85.5). É ainda um exemplo pequeno, visto não terem sido muitos jogos, e os Pelicans tiveram um registo de 9-8 com os 2 jogadores na rotação, o que é bom para alguém que estaria a lutar pelos Playoffs.

Os Pelicans têm um plantel bastante jovem, composto na sua maioria por contratos de rookie; e o grande contrato que têm em mãos pode desaparecer daqui a 2 anos (Jrue Holiday tem um Player Option de 27M em 2021). Esta equipa está preparada para atacar os melhores jogadores do Free Agency mesmo se derem o Max ao Ingram. Adicionar uma estrela a Zion e Ingram estaria na lista de objetivos para os Pelicans nas próximas épocas.

  • Positivo para Ingram: Familiaridade, potencial financeiro excelente, possibilidade de jogar com um jogador de potencial muito elevado em Zion.
  • Negativo para Ingram: Não é um local fácil de atrair Superstars. Dúvidas em se o seu jogo encaixa com o Zion.

Atlanta Hawks

Os Hawks estão numa posição interessante. Eles vão para a Offseason desta época com o maior espaço salarial da NBA. Os seus 2 melhores jogadores (Trae Young e John Collins) estão ainda nos seus contratos de Rookie e eles conseguiram esta época o seu futuro C (Clint Capela), a ganhar menos de 20M/por ano por mais 3 épocas pelo menos. Embora a equipa tenha “draftado” 2 extremos (Cam Reddish e De’Andre Hunter), ir à caça do Ingram pode ser o movimento certo para eles pois, ao adicionar Ingram, poderão procurar trocas que contenham Kevin Huerter, Reddish ou Hunter, seja individualmente ou em pack.

Uma equipa da Conferência Este com um Big 3 de Trae, Ingram e Collins pode ser uma verdadeira ameaça se os 3 continuarem a desenvolver o seu jogo. Adicionar Capela e Dedmon para tratarem do centro e adicionar lançadores na rotação e poderemos ver os Hawks como um provável Top 4 na Conferência.

Um grande ponto para os Hawks seriam a versatilidade de Ingram em campo. A equipa poderia, desta forma, pensar em atacar um SG como o Bradley Beal ou CJ McCollum. Ou então podem aguardar e adicionar umas peças sólidas ao plantel.

  • Positivo para Ingram: ser uma das figuras principais com um base All Star, equipa reconhecida por processo de rebuild rápidos, versatilidade da equipa.
  • Negativos para Ingram: equipa muito jovem, vários jogadores na sua posição.

Charlotte Hornets

Os Hornets, embora 19 jogos abaixo dos .500, foram melhores do que a maioria esperou. No início da época, eram considerados das 4 piores equipas da liga, no entanto estavam em 10ºno Este e com 8 equipas com recordes pior que eles.

Os Hornets passaram os últimos anos carregados de péssimos contratos e com poucas estrelas. Isto deverá mudar nas próximas 2/3 épocas, pois o contrato do Bismack Biyombo vai desaparecer bem como o “magnífico” contrato de Nicolas Batum de 27M, que terminaria esta época mas ainda existe um Player Option para o próximo ano, libertando os Hornets para atacar nomes mais sonantes nos próximos free agencies.

Se os Hornets conseguissem pegar no Ingram este ano, isto poderia mudar radicalmente os nomes de jogadores que teriam interesse na equipa no FA de 2021. O grande problema dos Hornets, independentemente se assinam o Ingram ou não, é se acertam nas próximas picks do draft. Se eles conseguirem recrutar uma estrela ou um jogador sólido para o 5 inicial neste Draft, eles poderão voltar a ser uma candidata de Playoffs.

Uma equipa liderada por Devonte’ Graham e Brandon Ingram não iria assustar ninguém, mas se conseguirem juntar uma estrela no FA de 2021, mais uma sólida draft pick, eles irão mudar o seu futuro.

  • Positivo para Ingram: Ser a nova cara de um franchise, jogar com Graham que é também de Carolina do Norte.
  • Negativo para Ingram: Não é um local fácil de atrair Superstars, assinar com uma equipa que não tem feito qualquer mossa na NBA, equipa quase sempre sem direção.

One thought on “Os 5 melhores destinos para Brandon Ingram este Verão – Parte 1

Deixe uma resposta