NBA premia os melhores da fase regular 2018-2019

Na noite desta segunda-feira, 24 de junho, a liga norte-americana premiou na Califórnia os melhores jogadores, técnicos e executivos da fase regular, além de realizar várias homenagens às lendas dentro e fora da quadra. E o que se viu foi uma NBA cada vez mais globalizada. Dos seis principais prémios, quatro foram entregues para estrangeiros, sem contar claro que o actual campeão é uma franquia canadense.

Para calouro do ano (ROY – Rookie of the Year), o esloveno Luka Doncic do Dallas Mavericks levou o prémio com uma votação esmagadora, 98 dos 100 votos possíveis, vencendo os concorrentes Trae Young (Atlanta Hawks) e DeAndre Ayton (Phoenix Suns).

Como jogador que mais evoluiu (MIP – Most Improved Player), o camaronês Pascal Siakam, campeão pelos Raptors foi justamente homenageado.

Para o prémio de melhor sexto homem (Sixth Man of the Year), Lou Williams do LA Clippers levou essa pela terceira vez na carreira, empatando o recorde com Jamal Crawford que também já atuou pelos Clippers.

Como técnico do ano (COY – Coach of the Year), Mike Budenholzer, que levou os Milwaukee Bucks a melhor campanha da Conferência Leste e da NBA na fase regular foi o eleito e deu discurso bastante emocionado.

Nas previsões das casas de apostas, até aí nenhuma surpresa. A surpresa veio no melhor defensor do ano (DPOY – Defensive Player of the Year). O francês Rudy Gobert do Utah Jazz bateu um provável favorito Giannis Antetokoumpo e Paul George do OKC Thunder. É a segunda vez seguida que o francês leva o prémio para casa.

Uma pausa na premiação para as homenagens da liga. A repórter americana Robin Roberts ganhou o prémio Sager Strong por ter se destacado na sua luta pessoal contra o câncer de mama e posteriormente uma síndrome mielodisplástica. E as legendas dos anos 1980s, integrantes do verdadeiro e único Dream Team da história em Barcelona 92 e rivais ferrenhos que elevaram o nível e a popularidade da liga, simplesmente Earvin “Magic” Johnson e Larry Bird, foram homenageados pelo prémio Lifetime Achievement Award. Um reconhecimento pelas suas enormes e inesquecíveis contribuições para a NBA e os amantes de basquetebol.

E por fim, o último e mais importante prémio da noite! Dos Milwaukee Bucks, a fera grega, Giannis Antetokoumpo, 24 anos, terceiro mais jovem a ganhar o jogador mais valioso, o MVP da fase regular da NBA 2018-2019. Um prémio merecido pela campanha dos Bucks liderado por Giannis, que o levaram até as finais de conferência do Leste, algo que não ocorria com a equipa desde a década de 1970. Ainda assim, o prémio fora contestado pelo Houston Rockets nas redes sociais, que achou que James Harden foi melhor. Reclamações à parte, o grego deu um discurso bastante emocionado, com lágrimas e tudo mais e foi bastante ovacionado pela platéia.

E aí? Concorda com a premiação? Acertou seus palpites? E o que esperar da próxima época?

Premiados da noite no NBA Awards 2019. Créditos: NBA.com

Raphael Amaral

Pai, esposo, professor doutor em Engenharia Elétrica e um apaixonado por esportes americanos, em especial a NBA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *