Mitchell e o trauma do episódio no avião

Nos últimos dias, vários têm sido os relatos dos Jazz sobre o que se passou na semana passada a bordo do avião que fazia o trajeto Utah-Memphis, para transportar a equipa de Salt Lake.

O avião teve de regressar rapidamente à sua origem para efetuar uma aterragem de emergência, depois de uma bando de aves ter ficado preso numa das turbinas da aeronave.

A equipa voltou a voar horas depois, mas quem ficou em terra foi Donovan Mitchell, que acabou mesmo por não embarcar. O jogador já não gostava de fazer viagens de avião, e essa situação agravou-se com aquela experiência quase traumática.

Mitchell falou ao jornal local, onde relatou a horrenda experiência:

“Fiquei cheio de medo, estava sentado ao pé do Royce Oneale e ficamos os dois com a cabeça para baixo a rezar.

Mandei mensagens aos meus familiares! Pensei mesmo que seria a hora…

Precisei de tirar aquele dia, não conseguia voar outra vez no mesmo dia

Os meus colegas e staff técnico apoiaram a decisão e estiveram ao meu lado. O meu agradecimento pela forma como lidaram com a situação!”

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde o título de 2008, quando uma equipa começou a dizer "Ubuntu" aos 3...

Deixe uma resposta