Jogadores que abandonaram cedo de mais – 12. Shareef Abdur-Rahim

Durante 15 dias vamos retratar 15 jogadores que de uma maneira ou de outra deixaram a NBA. Alguns por lesões, outros por factores externos ao que diz respeito ao basquetebol.

  • Anos: 1996–2008
  • Pontos: 18.1 por jogo
  • Rebounds: 5.7 por jogo
  • TS%: 54.9%
  • Win Shares: 71.2
  • VORP: 21.9

Os Vancouver Grizzlies foram criados em 1995 e, com todos os franchises com poucos anos de vida, andavam à procura de uma estrela para rechear o seu plantel. Essa estrela chegou no ano seguinte. Corria o ano de 1996 e os Grizzlies com a 3ª Pick overall, num dos melhores drafts da história, escolheram Shareef Abdur-Rahim.

1996 fica marcado por ter tido uma das melhores class de drafts de sempre, nomes como Allen Iverson, Ray Allen, Kobe Bryant e Steve Nash. Contudo, vindo da Universidade da California, chegava à NBA Shareef Abdur-Rahim, um Power Foward de 2.06 metros.

A sua primeira época ao serviço dos Grizzlies corre muito bem, 18.1 pontos, 6.9 rebounds e 2.2 assistências por jogo. Fica em terceiro na votação de Rookie of The Year (atrás de Allen Iverson e Stephon Marbury).

Com o passar dos anos todos os stats de Abdur-Rahim melhoraram. Na sua 3ª época e, 40.6 minutos , marcou 23.0 pontos , 3.4 assistências e 7.5 rebounds por jogo. Na sua quarta época regista 10.4 rebounds por jogo (maximo de carreira). Contudo, os Vancouver Grizzlies tinha um roster terrível e jogadores como o já falado, Steve Francis, rejeitavam jogar em Vancouver. Assim sendo, e com um mercado muito fraco para os lados de Vancouver, Shareef Abdur-Rahim não consegue chegar nenhuma das vezes aos Playoffs. Assim sendo, e vendo que precisavam de continuar a fazer rebuild, em 2001 (ano em que passaram para Memphis) trocam Abdur-Rahim para os Atlanta Hawks em troca de jogadores e picks, sendo o mais notável Pau Gasol.

Em Atlanta faz dupla com Jason Terry e começa a trazer ainda mais atenção sobre si. Na sua primeira época com os Hawks tem o seu carrear high de 50 pontos que lhe valeram a selecção para os All-Star de 2002.

Na segunda época ao serviço dos Hawks, Abdur-Rahim frente aos Washington Wizards atinge um marco impressionante, torna-se o 6º jogador mais jovem de sempre a atingir a marca dos 10000 pontos. Apesar de Rahim juntamente com Glen Rice e Jason Terry, terem um combinado de 57.2 pontos por jogo (o trio com mais pontos por jogo da NBA) os Hawks não conseguem ir aos Playoffs.1

Em 2004, os Hawks decidem trocar Rahim para os Portland Trail Blazzers.

Em Portland, Rahim deixa de ser a 1ª opção da equipa e os seus números reflectem isso mesmo. Em 2005 Rahim ia se tornar um free-agent, assim sendo assina um sign-and-trade para os Nets, mas no final os Nets cancelam a transferência devido à possibilidade de problemas no joelho de Rahim.

Em 2006 assina pelos Kings e chega pela primeira vez aos Playoffs, acabando com a streak do jogador com mais jogos seguidos na época regular sem uma ida aos playoffs. Nesse ano os Kings perdem em 6 jogos para os Spurs.

A segunda época de Rahim é a sua última. Depois de uma lesão no joelho, Rahim decidiu por um ponto final na carreira.

Apesar de tudo, Shareef Abdur-Rahim era sem duvida um grande jogar. Preso numa equipa bastante fraca durante os seu primeiros anos da NBA fizeram com que não evolui-se mais. Ainda por cima, os Vancouver Grizzlies eram visto como um dos piores mercados da NBA, os estádios estavam vazios e era uma equipa com poucos adeptos. Assim sendo nos melhores anos da carreira, Rahim nunca foi aos All-Stars. A lesão dele fez com que acabasse a carreira aos 31 anos. Sem duvida que ainda tinha muito para dar à NBA, se não fosse como uma opção principal era sem dúvida uma mais valia vinda do banco, em termos de pontos e rebounds. Muitos já se esqueceram deste jogador e os adeptos dos Grizzlies preferem pensar que a aventura em Vancouver nunca existiu. Assim Shareef Abdur-Rahim caiu no esquecimento. É assim aqui lembrado como um dos jogadores que abandonou a NBA demasiado cedo. Aqui ficam os seus melhores momentos.

Deixe uma resposta