Jamal Crawford, rumo à 19ª época!

Jamal Crawford está agora com 38 anos de idade, e apesar de estar na NBA já há 18 temporadas, ainda produz excelentes números e realiza exibições como se estivesse no início da sua carreira. Crawford decidiu renegar a sua opção de jogador para a temporada 2018/2019, no valor de 4,5 milhões de dólares, com os Minnesota Timberwolves, tornando-se um agente livre neste Verão.

Apesar de na última época regular Jamal Crawford ter terminado com médias de 10,3 pontos por jogo em 20,7 minutos em campo, a sua segunda pior média de minutos na carreira, o três vezes “NBA Sixth Man of the Year” (prémio dado ao melhor jogador vindo do banco) mostrou que ainda pode ser um jogador de destaque no banco, para qualquer equipa da Liga. Jamal Crawford está focado em encontrar a melhor equipa para começar os seus trabalhos, visto que a temporada começa daqui a poucos dias, onde possa usar o seu talento em em prol da equipa, e que o seu papel seja mais importante do que aquele que teve ao serviço dos Timberwolves na época passada.

 

Recentemente, Crawford referiu ao jornalista Jon Krawczynski, “a minha prioridade número um é encontrar uma boa equipa”

Eu acho que isso é muito, muito importante. Eu vi tantas situações diferentes na NBA que só quero o melhor para mim…

Na época passa, e segundo vários rumores, Jamal Crawford esteve perto de se juntar a LeBron James, nos Cleveland Cavaliers, mas acabou por assinar com os Timberwolves. A especulação de Jamal Crawford ir para os Cavaliers era tanta, que circulava o rumor que o jogador era um pedido especial de LeBron James.

Com certeza, que a equipa de Cleveland poderia sair a ganhar com a chegada de Crawford, bem como outras equipas atuais da Liga. As notícias dizem que são várias as equipas interessadas em Jamal Crawford, mas há três que se apresentam como principais candidatas a receber o jogador.

Golden State Warriors

Muitos pessoas podem não saber esse facto, mas Jamal Crawford foi enviado para os New York Knicks durante a temporada 2008/2009,  saindo dos Golden State Warriors. Naquele tempo, Crawford tinha médias impressionantes de 19,7 pontos, 4,4 assistências, e 3,3 ressaltos por jogo, em 54 jogos. Jamal Crawford destacava-se principalmente a nível  ofensivo e uma capacidade de tiro  perfeita. Apesar dos anos passarem, Crawford joga ainda com o mesmo estilo, por isso poderia encaixar na perfeição no moderno sistema ofensivo dos Warriors, tendo como colegas  Stephen Curry, Kevin Durant, klay Thompson, DeMarcus Cousins e Draymond Green. Apesar de que ele não iria adicionar maior conforto defensivo na equipa, já que não é o seu forte, assim como  Nick Young na última época regular, Jamal seria usado como jogador ofensivo instantâneo e ajudar a aliviar a inconsistência do banco dos bicampeões da NBA. E por fim, mas não menos importante, Jamal Crawford também seria mais um jogador veterano no balneário,  orientando os novos jovens jogadores. Infelizmente, a carreira de Crawford está a terminar, mas a sua média de pontos poderia ajudar uma equipa onde tem  5 All-Stars. Jamal Crawford seria capaz de ajudar uma equipa vencedora e teria uma chance imediata de ganhar um título, algo que seria o ponto determinante da sua carreira.

Los Angeles Lakers

Uma coisa é certa: LeBron James vai drasticamente transformar os Los Angeles Lakers, mas a direção da equipa também têm de olhar para outros jogadores, principalmente de médio valor, para construir em torno dele. E só a aquisição de Michael Beasley e Lance Stephenson não vai ser suficiente. Por isso, Jamal Crawford pode ser esse jogador. Embora ele esteja com 38 anos de idade, o seu estilo é executar bem o seu papel na equipa, com vários triplos e jogadas individuais, algo que pode servir de inspiração para os jovens jogadores da equipa. Sem esquecer, que Crawford poderia ter a oportunidade de voltar para uma casa onde conhece bem, visto que jogou quatro temporadas e conseguiu o seu terceiro prémio de ‘NBA Sixth Man of the Year‘, isso tudo com a camisola dos Clippers, antes de se mudar para os Minnesota Timberwolves. Tendo LeBron James como colega de balneário, Crawford poderia conseguir facilmente o seu quarto prémio na carreira de “NBA Sixth Man of the Year

Cleveland Cavaliers

Os Cleveland Cavaliers estão com sérios problemas, para a temporada que começa dia 16 de Outubro próximo. Com a partida de LeBron James, a equipa de Cleveland ficou praticamente “desfeita”, e apesar de conseguirem um bom jogador no último Draft, Collin Sexton na pick n.8, a equipa praticamente não esteve  muito ativa nessa agência livre, além de renovarem com Rodney Hood e Kevin Love, e aquisição de David Nwaba. Dando um contrato de 120 milhões de dólares, durante quatro anos, a Kevin Love, o All-Star agora é o jogador chave da equipa. Mas ele vai precisar de ajuda, se quiser que a equipa tenha os mesmos trajetos das últimas quatro temporadas, algo que será quase impossível. Na última época, 2017/18, foi notória a  inconsistência dos Cavaliers, visto que a equipa toda dependia de LeBron James, para dirigir o barco, assim como vimos na época regular e Playoffs. O que a equipa de Cleveland precisa é de jogadores que podem estar ativos na pontuação da bola e assumir um jogo. É nessa forma, que  o nome de Jamal Crawford pode ser a escolha certa. Infelizmente J.R.Smith  não é o jogador que conhecíamos, principalmente no sistema ofensivo,  Kyle Korver é uma mais valia, mas tem mostrado níveis irrelevantes na maioria dos jogos, e na época passada Jordan Clarkson provou que não estava pronto para singrar numa equipa como os Cavaliers. Então, se a Gerência da equipa tiver a decência de a assinar com um bom nome, nessa agência livre, como Jamal Crawford, a equipa de Cleveland poderia facilmente sair a ganhar. A verdadeira questão é se Jamal Crawford quer tentar ganhar o seu primeiro anel do campeonato na sua carreira que está no modo ‘over’,  ou ser mais um jogador vindo do banco, numa equipa como os Cavaliers. Se os Cleveland Cavaliers querem mesmo entrar nos Playoffs, então a equipa  precisa fazer movimentos fortes nessa agência livre, e em breve.

Este artigo foi elaborado por João FrSebastião, administrador da página NBANEWS no facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *