FREE AGENT TRACKER- Andre Drummond

The View From Pluto: To Salvage the Season, the Cavs Nab an All ...
Poste parece olhar para o dinheiro como a principal prioridade nesta fase da sua carreira

O poste americano que foi trocado para Cleveland no final do mês de fevereiro, realizou meia dúzia de jogos pela equipa do Ohio, antes da competição ser suspensa devido à situação de pandemia.

A troca revelou-se um pouco surpeendente, pois os Pistons durante a época sempre manifestaram interesse em continuar a desenvolver o plantel em torno do gigante Drummond, um dos melhores defensores da liga.

O jogador foi trocado para os Cavs em troca por Knight, Henson e uma escolha de 2º ronda, o que acabou por se revelar um negócio pouco feliz para a equipa de Detroit, que já havia recusado melhores propostas noutros anos pelo poste All Star.

Para os Cavaliers, revelou-se uma opção de baixo risco, uma vez que trocaram jogadores que não contavam para o seu roster, e foram buscar um jogador All Star, capaz de fazer uma boa parceria com o seu melhor jogador, Kevin Love.

Como Drummond estava no ultimo ano de contrato garantido(tendo uma player option para o ano seguinte), os Cavs receberam o jogador, mesmo na incerteza sobre se vão permanecer com ele ou não na próxima temporada, sabendo que o mesmo pode exercer a sua opção de ficar mais um ano, recebendo 29M de dólares.

Cremos, contudo, que os planos de Drummond são de ficar em Cleveland, exercendo a sua opção, e ficando elegível para assinar uma extensão de contrato em Agosto deste ano, onde pode renovar por mais épocas e conseguir um contrato dos mais valiosos da liga, na ordem dos 38M por época, um valor estratosférico, e acima do valor ajustado à qualidade e margem de progressão do jogador, que já conta com 26 anos, e por isso, quer assinar o contrato “de uma vida”.

Por estas razões, é improvável que alguma equipa tente assinar com Drummond, porque os Cavs são uma equipa neste momento com um encargo salarial menor que a maior parte dos candidatos, só tendo Love e Thompson a ganhar quantias avultadas, que poderão inclusive sair este verão.

Abre-se assim, desde logo, espaço para apostar em Drummond como a cara da organização para os próximos anos, criando um plantel competitivo à volta do poste, com o young core talentoso de bases, como Sexton e Garland que os Cavs podem contar a longo prazo.

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde 2009, desde que um certo trio andou por lá a provocar estragos

Deixe uma resposta