“Eu ganhava sempre, por isso não estou chateado com o Jordan”- Isiah Thomas

Os Pistons e os Bulls protagonizaram uma rivalidade enorme durante o final da década de 80 e o início dos anos 90.

Antes do tão famoso “three peat”, os Bulls tiveram de lidar com os “Bad Boys” várias vezes nos playoffs, tendo perdido por duas vezes com a equipa de Detroit no caminho para as finais. Estas derrotas serviram de impulso para a história que depois se escreveu.

Finalmente, em 1992, os Bulls conseguem bater os Pistons, e escalar até ao topo da montanha para depois virem mesmo a conquistar o anel frente aos Lakers de Magic Johnson. Todos, após baterem os Pistons, sentiram que aquele era o momento de viragem na organização, conforme retrata a série Last Dance.

Uma nota curiosa para o facto de os Bad Boys terem abandonado o campo antes do apito final quando perderam o jogo 7 com os Bulls. Isto foi visto como um sinal de falta de desportivismo e de respeito pelo adversário, o que na altura configurava a imagem de marca destes Pistons, que os levou ao sucesso sendo os vilões.

Isiah Thomas, figura dos Detroit na altura, falou ontem sobre a rivalidade com Michael Jordan, enquanto melhores jogadores de ambas as equipas, que não se podiam ver à frente, e os jogos entre as equipas acabavam sempre por ter demasiado contacto físico, por força dessa rivalidade.

Para o antigo base dos Pistons, não há nem nunca houve nenhuma “feud” pessoal entre ele e MJ.

“I’mma call a timeout on the feud because really I wasn’t fighting him. I was winning all the time so why am I mad at him?” Thomas told Jason Whitlock on Speak For Yourself.


João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde o título de 2008, quando uma equipa começou a dizer "Ubuntu" aos 3...

Deixe uma resposta

frisuren papierquotes.com beylikdüzü escort 18 porno jojobet german sexfilme avcılar escort istanbul escort akbatı escort esenyurt escort