Dispensado na China, brigas, e redenção – Quem é Christian Wood?

A NBA já nos trouxe diversas histórias de redenção, comprometimento e superação. A de Wood não será a primeira nem a última. Mas será única.
Recuemos ao seu tempo antes do Draft:

College e Faculdade

Depois de começar a jogar basket na Califórnia, Wood acabaria por se transferir para o Nevada, onde faria duas épocas no high school.
Depois de ajudar a sua equipa a vencer 54 jogos seguidos, Wood seria classificado como o 44º melhor jogador do país pela 247Sports.

Chegado à faculdade, também de Nevada, Wood faria uma primeira época discreta e a sair do banco, com 4,5 pontos, 3,2 ressaltos e 1.0 bloqueios em 13.0 minutos de jogo.
Num segundo ano a titular os seus números subiram a pique, tendo uma média de duplo-duplo: 15,7 pontos, 10,0 ressaltos, 2.3 assistências e 2,7 bloqueios em 32.7 minutos.

Com 19 anos, sente-se preparado para enfrentar o Draft.

How Chris Wood fits in the NBA - Mountain West Connection

Draft e começo de um pesadelo

Visto como um bom jogador e possível 1st round pick, Wood veria a sua posição oscilar bastante devido à sua ética de trabalho: pouca dedicação em campo, atrasos sistemáticos para treinos e reuniões,… Wood não demonstrava consistência em relação à sua qualidade em campo e fora dele. Só para exemplificar, Wood foi o último jogador a colocar o seu nome pronto para o Draft – demorou semanas para escolher um agente e só decidiu o seu 3 dias antes do NBA Draft Combine.
Mesmo assim, acreditava-se que Wood fosse uma potencial pick no fim da 1ª ronda.
Olhando por exemplo para o SBNATION, a perspectiva era que Wood seria a 30ª pick – e já era um perspectiva um pouco conservadora.

Para dificultar ainda mais a sua situação, Wood sai-se mal nos treinos pré-draft, mostra-se fora de forma (com quase 15%) e são poucas as equipas que o imaginam no seu plantel.

No dia do Draft, Wood tinha uma festa pronta para celebrar a sua entrada na NBA no Caesar’s Palace com cerca de 70 pessoas.
O Draft chocou todos os presentes: Wood não fora escolhido.
Nessa noite, a sua namorada terminou a relação com o jogador.

O jogador admitiu que considerava possível ser escolhido pelos Suns (13ª pick) e que não passaria dos Grizzlies (25ª), visto que a equipa de Memphis admitiu ter interesse no jogador.

NBA e queda atrás de queda

Philadelphia 76ers Should Consider Keeping Christian Wood

Depois deste trambolhão na carreira prestes a tornar-se profissional, Wood ergue a cabeça e tenta superar este contratempo: joga a Summer League pelos Rockets e acaba por assinar com os 76ers.
Sem espaço na equipa que contava com Okafor e Noel, Wood é relegado para a G-League.
Como se o cenário já não fosse mau, ainda tem o azar de estar com Okafor no dia em que este se envolve numa briga em Boston.
É dispensado pelos 76ers para que a equipa consiga contratar Elton Brand.

Os Hornets contratam-o. M. Jordan vê potencial no jogador. Mas não chegou.
É dispensado pelos Hornets e regressa à G-League.
Depois disto, vai para a China, onde assina pelos Fujian Sturgeons.
Foi dispensado da equipa antes mesmo de ter jogado um único jogo – segundo o emblema chinês, “não era bom o suficiente para a equipa”.

Bucks' Christian Wood awaits NBA chance

Volta à G-League até que é contratado pelos Bucks.
Aqui tudo mudou.
A sua atitude altera-se. Treina mais e com mais motivação.
Faz 30 PPG na G-League e treina com Giannis.
É no entanto dispensado para que os Bucks possam trazer Pau Gasol.

Pistons claim Christian Wood off of waivers from the New Orleans Pelicans -  Detroit Bad Boys

Tem a oportunidade de terminar a época com os Pelicans e faz lá os 8 jogos finais da temporada.
Tem médias de 17 pontos e 8 ressaltos.
É, apesar de tudo, dispensado para que a equipa de New Orleans tenha espaço para novos jogadores depois da trade de AD.

Mudança total

How the Houston Rockets can trade for Pistons forward Christian Wood - Page  3

É lhe dada uma oportunidade nos Pistons.
Tem de disputar vaga pelo seu lugar frente ao ex-All Star Joe Johnson.
E fica com essa mesma vaga.
Depois de tudo o que passou, tem finalmente uma oportunidade numa equipa da NBA.

Ultrapassa Maker na rotação e ganha a titularidade com a saída de Drummond para os Cavs.
Faz o seu carrer-high de 32 pontos (14/18 FGM) em Março de 2020… frente aos 76ers. A vingança havia chegado.

Poucos dias depois, testa positivo para COVID-19 mas recupera de forma saudável.

Hoje, joga numa das melhores equipas da liga, ao lado de James Harden.
Jogou 2 jogos, 40 minutos em cada e faz uma média de 27 pontos, 8 ressaltos e 1.5 desarmes de lançamento, tudo por jogo.

Christian Wood's stellar debut lifts Rockets over Spurs in final preseason  game - The Dream Shake

Este é o melhor exemplo do que é uma carreira de altos e baixos, muitos baixos na verdade. Mas Wood superou e agora está a mostrar o seu verdadeiro valor.
Quanto mais valerá?

Deixe uma resposta