Bronny na NBA: a reação dos analistas à decisão do filho de Lebron James

O dia de ontem ficou marcado pelo anúncio da decisão de Bronny James, filho de Lebron James, de se declarar disponível ao draft de 2024 da NBA. Após uma temporada conturbada na Universidade do Sul da Califórnia e vários rumores que estaria à procura de uma nova equipa universitária para evoluir, a decisão apanhou de surpresa alguns adeptos e analistas.

Enquanto o potencial de Bronny ainda é uma incógnita, vários analistas defendem a decisão do jovem de 19 anos. “É uma classe fraca e as equipas podem aproveitar para resgatar Lebron”, afirma Dan Woike, do LA Times. O pensamento que Lebron, que termina contrato com os Lakers este verão, irá querer terminar a carreira junto do filho é quase unânime na NBA, o que atrai o interesse das equipas para selecionar Bronny.

Com média de 4.8 pontos por jogo este ano, o “primogénito” de Lebron não correspondeu a todo o potencial que lhe adereçavam, mas alguns analistas acreditam que a sua mentalidade, espírito de liderança e conhecimento do jogo, por influência do pai, poderão ser aspetos interessantes para a sua carreira na NBA.

“Ele pode fazer coisas muito boas. Tem um corpo de NBA e é um atleta sólido. É um jogador inteligente, bom defensor no homem com bola e pode tornar-se num lançador consistente.” defendeu um executivo da liga.

Um jogador com as estatísticas de Bronny muito dificilmente entraria para a NBA via draft, no entanto, o fraco entusiasmo pela classe de 2024, combinando com o “fator Lebron”, que certamente beneficiaria qualquer equipa, acaba por apelar à escolha do jovem, pelo menos na segunda ronda.

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com o sonho de um dia poder trabalhar no jornalismo desportivo. @vascoliveira8 no Twitter

Deixe um comentário