Ausência de Kyrie pode representar perda de 200 milhões

Kyrie Irving pode ter tentado esclarecer a sua situação, mas o desejo de continuar a jogar na NBA, sem recorrer à vacina, pode não resultar. Nas próximas semanas, iremos ver até onde o base dos Brooklyn Nets está pronto a ir.

De acordo com o The Athletic, Irving perderá 16 milhões adicionais e, em seguida, será negada a extensão do contrato que esperava por 185 milhões, elevando a soma “perdida” para 200 milhões.

A estratégia de Kyrie Irving parece condenada ao fracasso. Pode-se presumir que ele espera que o estado de New York suspenda rapidamente a obrigação de vacinação e precauções de saúde. Exceto que não o será, já que as autoridades locais indicaram ao The Athletic que nenhuma revisão foi planeada sobre o assunto nos próximos meses.

As opções de que dispõe são, portanto, limitadas. Pode aceitar a vacinação, já que ele garante que não é contra, mas simplesmente anti-obrigação, ou recusar e expor-se ao que os Nets decidam em termos de uma possível troca, ou esperar sem jogar e não ser remunerado.

Atualmente 96% dos jogadores da NBA estão vacinados e prontos para começar a temporada sem restrições.

Deixe uma resposta