Após 26 anos, o plano de “rebuild” dos Spurs.

Os Spurs assumiram ontem o início da sua “rebuild”, após trocarem Dejounte Murray por picks e Danillo Gallinari, que será também trocado. A última vez que os Spurs estiveram neste cenário foi em 1996, mas passados 26 anos, o plano dos Spurs para voltarem ao sucesso parece não ser assim tão diferente.

Quando David Robinson se lesionou gravemente em 1996, tendo de ficar 1 ano parado, os Spurs decidiram fazer “tanking” durante a a temporada 96/97, para investir num jogador do draft seguinte, um tal de Tim Duncan. O plano correu bem, e após registarem o pior record da sua história, os Spurs vencerem a lotaria do draft e selecionaram Tim Duncan com a primeira escolha do draft de 1997, e este tornou-se no melhor jogador da história da franquia de San Antonio.

Desde a saída de Kawhi Leonard em 2018 que os Spurs têm estado em decadência, tendo falhado os playoffs em 2020, após 22 temporadas consecutivas, e 5 títulos conquistados. Demar DeRozan saiu para os Bulls na temporada passada, e agora, Dejounte Murray, o único All Star dos Spurs desde 2019, é trocado para os Hawks. Mas tudo isto faz parte do plano dos Spurs, que terão na loteria do próximo ano o momento mais importante da sua “rebuild”.

Victor Wembanyama. É esta a razão pela qual os Spurs trocaram Dejounte Murray por picks, e pretendem ter uma temporada de desenvolvimento, mas provavelmente com um dos piores recordes da sua história. O jovem francês é um dos “prospects” mais emocionantes dos últimos tempos, com um “hype” comparável ao de Lebron James, e ao de Zion há uns anos. Com apenas 18 anos, o gaulês tem 2,20 metros, e é ágil e extremamente eficaz no seu lançamento, podemos até compará-lo com o próprio Tim Duncan, pois pelo menos os Spurs, pretendem fazer a mesma coisa.

É por isso que ganhar a lotaria de 2023 é com certeza o sonho dos Spurs, que querem fazer um ano de “tanking” , para terem mais duas décadas de sucesso. Além disso, os texanos detém 10 picks de primeira ronda, e duas “swaps” até ao draft de 2028, e com certeza conseguirão mais com a troca de Gallinari. Lonnie Walker IV e Jakob Poeltl podem ser os próximos na porta de saída do conjunto de San Antonio, que enquanto sonha com Wembanyama, tem Keldon Johnson, Devin Vassell e Josh Primo como principais promessas, juntando os três selecionados na primeira ronda do draft deste ano, com especial atenção a Jeremy Sochan.

Não há ninguém melhor a desenvolver jovens talentos que o lendário Gregg Popovich, que aprovou a troca de Murray, e já se demonstrou entusiasmado para treinar uma equipa jovem no próximo ano. Resta saber quem será o sucessor do técnico, que pretende deixar a “rebuild” bem encaminhada.

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com a aspiração de um dia poder trabalhar no mundo da NBA. @vascoliveira8 no Twitter

Deixe uma resposta