A troca que juntaria Simmons e Lillard

O drama de Simmons eventualmente tem de acabar, basta uma boa proposta e os Sixers deixarem de quererem o mundo todo por ele.

Neste momento existem certos factos relativos a cada um destes jogadores:

Em primeiro lugar, Ben Simmons está mais que descontente com a organização dos Sixers, depois de todo o drama dos playoffs no ano passado, e é quase certo que não vai voltar a vestir uma camisola dos Philadelphia.

Em segundo lugar, sabemos que Damian Lillard, a estrela dos Portland Trail Blazers, está extremamente frustrado com a sua equipa, no entanto, já frisou inúmeras vezes a sua lealdade para com Portland e como quer ganhar um campeonato nesta equipa, não tendo quaisquer intenções de mudar.

O mais interessante é que, segundo consta, Lillard gostava de jogar ao lado de Simmons. E vice-versa. Shams Charania, já confirmou que Lillard gostaria de fazer dupla com Simmons, e este último deu like num post do instagram sobre o tema.

Então qual seria a melhor forma de juntar este par? Uma simples troca de jogadores de alto calibre. Simmons por McCollum.

Será que faz sentido? Será que ambas as equipas ficam a ganhar? Parece que sim – analisemos o porquê:

  • Portland: já sabemos que os Blazers farão tudo para manter Lillard, e tendo em conta a história dos últimos anos – serem bons o suficientes para ir aos playoffs e ganhar uma ou duas rondas, nunca estiveram sequer perto do nível das finais ou de ganhar tudo. Depois de mais uma off-season dececionante em que nada mudou, está na altura de fazer grandes mudanças. A começar por trocar o segundo melhor jogador. Aliás, o momento é AGORA – visto que os Blazers estão claramente cansados deste rumo e, portanto, despediram o General Manager (principal pessoa encarregue pela gestão do plantel, trocas, etc…) Neil Olshey, que mantinha o cargo há 10 anos. É discutível se isto seria uma melhoria para os Blazers, mas sem dúvida seria uma grande progresso defensivamente. Lillard e McCollum podem fazer muitos estragos ofensivamente, mas na defensiva são das piores duplas da NBA em termos de defesa do perímetro.
  • Sixers: os 76ers eventualmente vão ter de ceder. Não podem insultar um jogador e dizer que ele foi a razão de não ganhar nos playoffs e depois esperar que as equipas paguem muito por ele. O seu valor está em baixo, e em queda, quanto mais tempo passa, pior. McCollum seria uma peça incrível para juntar ao plantel dos Sixers. É uma escolha incomparavelmente mais compatível com Embiid do que Simmons. E iria encaixar-se numa equipa que conseguiria encobrir as suas fragilidades defensivas.

João Araújo Correia

Licenciado em Direito, 23 anos e sou fã incondicional dos Clippers desde a era da Lob-City. Desde pequeno que adoro basquetebol, tanto de ver como jogar! Apesar do Patrick Beverly estar enganado quanto aos próximos 5 anos serem dos Clippers, espero que seja, pelo menos, 1!

Deixe uma resposta