A corrida aos prémios individuais na NBA

A pausa para o fim de semana do All Star é vista como uma “ponte” para a entrada na fase final da temporada regular. Com menos de trinta jogos restantes para cada equipa, vamos olhar para a corrida aos principais prémios individuais da liga.

Most Valuable Player

O prémio mais cobiçado por qualquer jogador. Com o atual detentor, Joel Embiid, fora da corrida, devido à nova regra dos 65 jogos, o caminho fica aberto para um novo MVP. O sérvio Nikola Jokic é quem lidera a “MVP Race” publicada semanalmente pela NBA, mas também surgem os nomes de Shai Gilgeous-Alexander, Giannis Antetokounmpo e Luka Doncic.

Num prémio que valoriza bastante a classificação da equipa na fase regular, Jokic e Shai partilham o favoritismo, estando em primeiro e segundo lugar, respetivamente. Com o declínio dos Bucks nos últimos jogos, Antetokounmpo pode sair fora da corrida. Por último, Luka Doncic está a fazer a melhor temporada da carreira e os seus números são os que mais se evidenciam, apesar do quarto lugar na conferência.

Most Improved Player

O galardão que recompensa o jogador que mais evoluiu face à temporada transata é sempre um dos mais cativantes de acompanhar. Nesta temporada, destaque para Tyrese Maxey, que com a saída de James Harden dos 76ers e a lesão de Joel Embiid, tem estado à altura do desafio. A emancipação de Coby White como a peça que os Chicago Bulls sempre sonharam que este fosse ou a afirmação de Alperen Sengun como uma futura estrela fundamental para o projeto dos Houston Rockets.

Maxey já esteve presente no All Star Game, o que oferece uma certa vantagem sobre os outros dois principais candidatos.

Rookie of the Year

Naquela que é uma das melhores temporadas de rookie dos últimos anos, Victor Wembanyama lidera o report publicado pela NBA, mas há muitos defensores que Chet Holmgren deveria erguer o troféu, dada a excelente temporada de estreia e a melhor forma da sua equipa. Jaime Jaquez Jr e Brandon Miller são outros nomes que são mencionados no top da corrida ao prémio.

O francês lidera em todas as principais estatísticas, sendo apenas superado nos números de eficácia. Por todo o hype que rodeia Wembanyama é esperado que este vença o prémio, até porque o record da equipa não está no critério, mas até ao final da época Chet poderá tornar-se favorito.

6th Man of The Year

No galardão que premeia o melhor jogador a sair do banco, Malik Monk, dos Sacramento Kings é um dos principais favoritos, a par Tim Hardaway Jr, que tem sido fulcral na temporada dos Mavericks. Norman Powell e Bogdan Bogdanovic são outros nomes a ter em conta.

O impacto de Monk, não só como marcador mas como distribuidor de jogo, na segunda unidade dos Kings, que é uma das melhores da temporada, assim como o dos Clippers, liderados por Powell. Bogdanovic assume o papel de shooter que sempre assumiu, enquanto Hardaway acaba por ser o único jogador no banco de Dallas que contribui, tendo muito mais bola.

Defensive Player of The Year

Num ano em que a defesa na NBA tem sido posta em causa, os protagonistas são os mesmos de sempre. Rudy Gobert caminha a passos largos para o seu quarto prémio de defensor do ano, acompanhado pelo compatriota Victor Wembanyama, que embora não seja candidato claro ao prémio, é o líder em desarmes de lançamento na liga e deverá estar constantemente na conversa pelo galardão ao longo da carreira. Jarrett Allen e Anthony Davis completam a lista de favoritos, composta por “bigs”.

Gobert tem vantagem larga, não só por já ter vencido o prémio por três ocasiões, mas pelo registo defensivo exemplar dos Minnesota Timberwolves.

Muita coisa pode mudar até ao final da temporada, especialmente com alguma lesão que impeça um jogador de cumprir os 65 jogos obrigatórios para receber um prémio, mas estas são as contas dos principais galardões individuais da liga, segundo a NBA.com e as odds nas casas de apostas.

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com o sonho de um dia poder trabalhar no jornalismo desportivo. @vascoliveira8 no Twitter

Deixe um comentário