4 equipas interessadas em Myles Turner, quem consegue oferecer mais?

Após o “anúncio” de uma rebuild na equipa dos Indiana Pacers, que jogadores como Myles Turner e Domantas Sabonis começaram a ser associados a vários cenários de troca.

Myles Turner já começou a “colecionar” interessados na liga. Um bom jogador a nível defensivo, especialmente no que toca aos desarmes de lançamento. Pode ainda contribuir com a sua capacidade de conseguir ressaltos, e ainda com alguns pontos no ataque. Atualmente o jogador tem média de 12.7 pontos, 6.7 ressaltos e 2.2 blocos por jogo.

O que não faltam na NBA são equipas com problemas no seu jogo interior, especialmente no que toca a ter um bom poste (center), sendo que não é uma posição onde existam tantos jogadores de qualidade acima da média.

Lakers, Hornets, Mavericks e Knicks são os quatro interessados nos serviços de Turner. Mas qual das equipas conseguiria convencer os Pacers com uma boa “bagagem” pelo jogador de 25 anos.

A questão dos Lakers é muito complicada, a equipa não iria com certeza abdicar de nenhum dos seus três grandes jogadores, Lebron, Westbrook e Anthony Davis, que ocupam quase a totalidade do teto salarial da equipa. Daí também não conseguiriam equilibrar os números, visto que Turner tem um contrato de 18 milhões de dólares anuais. A única opção seria trocar Horton-Tucker, que renovou recentemente com a equipa.

Os Mavericks poderiam oferecer o experiente Trey Burke, juntamente com Dwight Powell, e para ajudar a convencer o conjunto de Indiana, algumas picks de draft. Este parece pelo menos o cenário mais favorável a ambos os lados.

Os Knicks teriam de abdicar de Kevin Knox, Alex Burks e talvez algumas picks.

Os Hornets teriam talvez a melhor proposta possível entre as 4, ao oferecerem Mason Plumlee, por uma questão salarial, e o promissor PJ Washington, de apenas 23 anos, que seria uma peça interessante para os Pacers desenvolverem.

Qual das 4 propostas seria a melhor para ambos os lados?

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com a aspiração de um dia poder trabalhar no mundo da NBA. @vascoliveira8 no Twitter

Deixe uma resposta