Velhos são os trapos!

A idade é só um número. A Argentina derrotou esta manhã a seleção nigeriana na segunda jornada do Campeonato do Mundo por 81-94, num jogo histórico para Luis Scola. O extremo argentino de 39 anos superou o australiano Andrew Gaze na lista de melhores marcadores da história do campeonato do mundo, ocupando agora o segundo lugar com 611 pontos – apenas atrás da lenda brasileira Oscar Schmidt (que conta com uns inalcançáveis 906 pontos).

Quanto à partida, os argentinos foram dominando as ocorrências, sempre liderados pela qualidade de Scola (23 pontos, 10 ressaltos e 32 minutos em campo!) no tiro de média e longa distância, mostrando ainda uma mobilidade anormal para um atleta da sua idade. A acompanhar o astro estiveram o base do Real Madrid Facundo Campazzo (14 pontos e 8 assistências) e Patricio Garino (17 pontos e 7 ressaltos), num jogo em que Sergio Hernández imprimiu uma rotação de apenas 8 homens. Já os nigerianos impressionaram pelo seu poderio físico (com um atleticismo que pode colocar problemas a muitas seleções) e deram espetáculo com uma série de abafos e afundanços. A estrela Al-Farouq Aminu até esteve discreto (apenas 3 pontos), mas Josh Okogie (18 pontos e 5 assistências) e Jordan Nwora (12 pontos) foram mantendo a equipa no jogo.

Na próxima jornada, a Nigéria medirá forças com a Coreia do Sul (dia 4 às 9h30), ao passo que os argentinos jogarão no mesmo dia frente à Rússia (13h30).

Deixe uma resposta