Trocar um “Jay” é a saída para os Celtics?

As coisas podem mudar rapidamente na NBA…

E os Celtics são a prova viva disso. Sempre tidos como uma equipa com um futuro brilhante à sua frente, muitos já duvidam do sucesso a curto médio prazo da organização.

Os dois “Jays”, Tatum e Brown, estão a ter dificuldades em elevar o seu nível coletivo, e conseguir satisfazer as necessidades da equipa dos Celtics. A qualidade individual é ofuscada pelo “confuso” sistema coletivo de Udoka, longe da solidez que já viu com Brad Stevens.

Neste momento, um registo abaixo dos 50% na fase regular, com 19-21. Já não víamos uns Celtics assim há largos anos. Stevens deixou o posto de coach, Ainge saiu de GM, muita coisa mudou nos Celtics.

E a acompanhar isso mesmo temos relatos de que a equipa dos Celtics revela “mofo”, “perdida em campo” e sem “ideias”, é o que se tem ouvido na imprensa norte americana. E quem tem levado a brasa nas mãos são nada mais nada menos que Brown e Tatum, que se diz não saberem jogar juntos numa equipa vencedora.

Daí se colocar a questão: chegou ao fim este “duo? É melhor para os Celtics seguir em frente e deitar por terra o projeto dos últimos anos…?

Entre os dois, observa-se dificil perceber quem poderia dar mais “assets”, tudo dependeria do contexto do negócio e da equipa envolvida do outro lado. Cremos, contudo, que os Celtics deverão privilegiar manter Tatum no plantel, se alguma mexida for feita.

E tu, o que farias se fosses GM dos C´s?

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde o título de 2008, quando uma equipa começou a dizer "Ubuntu" aos 3...

Deixe uma resposta