Popovich- A velha raposa

Depois de 22 presenças consecutivas nos playoffs, os San Antonio Spurs falharam a fase a eliminar na época passada, na “bolha” de Orlando. 

O técnico de 72 anos regressou e está, mais uma vez, a deixar sem argumentos quem aponta os texanos ao fracasso, com a aposta em mais juventude, em 2021.

A época tem sido bastante positiva para os Spurs, que estão 18-14 na temporada, bem dentro das vagas para a fase final da temporada.

O terceiro treinador mais vitorioso da história da NBA sabe que renovar uma equipa é um processo demorado. Neste caso, e como sempre naquela organização, é um processo construído a partir do draft.

Para além dos principais nomes como DeRozan, Aldridge, Mills e Gay, os Spurs têm, para os mais distraídos, um grande núcleo variado de jovens ativos no seu plantel.

Dejounte Murray foi a 29.ª escolha do draft de 2016, Derrick White foi escolhido na 29.ª posição de 2017 e Keldon Johnson foi o nome que o comissário Adam Silver anunciou com a 29.ª escolha de 2019. Estes três miúdos são o futuro dos Spurs.

A eles, soma-se Lonnie Walker (18.ª escolha de 2018), Luka Šamanić (19.ª escolha de 2019), Devin Vassell e Tre Jones (11.ª e 41.ª escolhas de 2020). E o poste austríaco Jakob Poeltl, que acompanhou DeMar DeRozan como moeda de troca de Kawhi Leonard para os Toronto Raptors.

A velha raposa não dorme, e sabe mais do que nós todos juntos!

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde o título de 2008, quando uma equipa começou a dizer "Ubuntu" aos 3...

Deixe uma resposta