Para sempre, Wizards! Para sempre, Wall!

O fim da era Wall/Beal chegou ao fim e não ficou indiferente nem aos fãs nem à cidade.

A magia que Wall trouxe à capital será sempre incalculável.
9 épocas e 573 jogos depois, Wall deixa Washington, a sua única casa. E sai pela porta da frente.
Apesar das lesões, Wall mostrou ser uma das caras do franchise, lado-a-lado com Beal, somando 19.0 pontos por jogo e 9.2 assistências por jogo.

Líder dentro e fora da quadra, Wall despediu-se da cidade que sempre será a sua.
Através do Instagram, Beal deixou a mensagem de despedida, daquela que é uma amizade “para a vida”. Para além disso, Beal referiu que a ideia que ambos se odiavam era totalmente mentira e sem fundamento algum:

Imagem

O próprio Wall, deixou uma mensagem à cidade, aos fãs e à equipa:

“Por onde começar? Dez anos é muito tempo para se pensar. Vim para DC como um jovem de 19 anos com grandes sonhos e objetivos. Tu (Washington) abraçaste-me e recebeste a minha família de braços abertos. Tu balançaste comigo desde o primeiro dia até hoje. De rookie a All-Star, fiz o meu melhor para deixar-te orgulhosa. Em bons momentos como o do jogo 6 contra Boston, através de lesões e reabilitação, eu sempre senti o teu amor. Eu aprecio-te e SEMPRE terei amor por DC. Posso não usar mais a camisola (dos Wizards), mas nunca esquecerei o que ela representou para vocês. Não é assim que pensei que diria adeus a esta cidade, por isso não vou… Vou dizer OBRIGADO!”

Wall em carta À cidade, equipa e fãs

Os mágicos da capital vêm um dos seus feiticeiros a partir. Da quadra ao capitólio, Wall fez magia na capital e mostrou o que é o verdadeiro amor incondicional pela camisola.

Os Wizards agradecem. Os fãs agradecem. Nós agradecemos.
Obrigado Wall, até ao regresso da magia.

Deixe uma resposta