“Ones to Watch 22/23”: Cade Cunningham

“Ones to Watch 22/23” consiste em analisar ao pormenor um jogador de cada equipa da NBA, que tem muito para provar na temporada que se avizinha. Os jogadores são selecionados conforme a sua situação atual, como por exemplo, um jogador regressado de lesão, um jogador que tem a “obrigação” de se afirmar, um jogador que foi recentemente adquirido, etc. A rúbrica funcionará por ordem alfabética de equipas e será lançada todos os dias até ao começo da temporada.

Após um primeiro ano de adaptação, a primeira escolha do draft do ano passado terá de provar ainda mais. Cade Cunningham teve um bom primeiro ano, mas um pouco à quem das expetativas, deixando o título de “Rookie of the Year” fugir para Scottie Barnes.

Cunningham deu nas vistas por ser um jogador extremamente talentoso, com maturidade e presença dentro de campo. Como qualquer “guard” moderno, Cade sabe driblar e lançar de 3 pontos, sendo também rápido e criativo com a bola nas mãos. O jogador destaca-se pela facilidade como chega aos cestos adversários, sendo muito forte no 1 para 1. Na defesa consegue ser um jogador “matreiro” e insistente, causando dificuldades aos adversários.

O jogador de 21 anos teve médias de 17.4 pontos, 5.5 ressaltos e 5.6 assistências por jogo, numa equipa dos Pistons que terminou com 23 vitórias e 59 derrotas. Ora, os Pistons muito dificilmente irão elevar este registo, até porque a equipa está em fase de “rebuild”, mas isso não invalida o facto de que o jogador tem de demonstrar mais, ainda por cima numa equipa sem nenhuma “estrela”. A chegada de Jaden Ivey poderá ser um fator mais para Cunningham, que encontrará um jogador com características semelhantes às suas.

No seu primeiro ano provou que é, de facto, um jogador diferenciado, mas terá de elevar o seu jogo a outro nível para atingir, pelo menos, uma chamada ao All Star este ano.

Vasco Oliveira

Estudante de Ciências da Comunicação com a aspiração de um dia poder trabalhar no mundo da NBA. @vascoliveira8 no Twitter

Deixe uma resposta