Menções honrosas em relação aos prémios da NBA.

Ficámos este sábado a conhecer os nomeados para os prémios da NBA 2019/20. Este artigo será dedicado a fazer uma menção honrosa em cada categoria, de um jogador que não fora (mas que poderia) ter sido nomeado.

Lembrando que este é um artigo de opinião pessoal, aqui seguem alguns dos jogadores que eu penso que poderiam ter sido nomeados para os seguintes prémios.

MVP

Harden, Giannis e Lebron. Foram estes os candidatos para o mais cobiçado prémio individual da NBA, mas há um jogador que no meu entender poderia muito bem estar entre estes 3.

Luka Doncic. No seu segundo ano de NBA surpreendeu tudo e todos com números de MVP! Além do rendimento dos Mavericks ter subido bastante graças ao jovem esloveno, o mesmo teve médias de 29.1 pontos por jogo, 9.5 ressaltos e 9 assistências. Deixamos passar este ano, pois a continuar assim, MVPs não faltarão na sua prateleira…

DPOY

Na categoria de jogador defensivo do ano, Giannis, Anthony Davis e o atual detentor Rudy Gobert foram os nomeados. Nota-se o domínio dos “gigantes” neste lado do jogo, mas quem poderia ter sido nomeado?

Ben Simmons. Jogador dos 76ers defende em várias posições, sendo um jogador versátil na defesa da equipa de Philadelphia. É o líder da NBA em roubos de bola por jogo com 2.1.

MIP

Doncic, Ingram e Adebayo. Foram estes os nomeados para o prémio do jogador que mais evoluiu. No entanto há um nome que ficou de fora da lista, que acabou por indignar vários fãs da liga.

Quando todos davam os Hornets pela “ovelha negra” desta temporada, houve nomes que se afirmaram, com destaque para Devonte Graham. 18 pontos por jogo e 8 assistências, além de se ter tornado no líder da equipa da Carolina do Norte.

COY

Nick Nurse, Billy Donovan e Mike Budenholzer foram os nomeados para o prémio de treinador do ano. Sem surpresas, mas decidi colocar aqui um treinador que creio que tenha algum mérito.

Verdade que com Lebron e Anthony Davis a missão fica mais fácil, mas atingir a primeira posição do Oeste no seu primeiro ano como treinador é de facto relevante. Além das duas estrelas os Lakers não têm um plantel assim tão forte, mas isso é algo que iremos ver nos playoffs…

6th MAN OF THE YEAR

Sem dúvida que aqui não houve surpresas. O detentor Lou Williams, com o seu companheiro de equipa Montrezl Harrell , e vindo dos OKC, Dennis Schroder. Aqui destaco um “acarinhado” dos fãs, que de facto tinha números para entrar nesta disputa.

Derrick Rose foi bastante falado aquando da sua chegada a Detroit. O jogador de 31 anos voltou a obter números semelhantes aos que o tornaram no jogador mais jovem de sempre a receber o prémio de MVP. 18 pontos por jogo, 6 assistências e 2 ressaltos, numa época miserável da equipa de Detroit.

ROY

Aqui é o mais difícil de introduzir jogadores. Existiam 3 candidatos óbvios ao prémio, por isso aqui introduzo um nome que acabou por surpreender.

A minha escolha esteve prestes a ir para Coby White, mas a verdade é que Tyler Herro teve números semelhantes ao jogador dos Bulls, mas numa equipa muito mais competitiva. 13 pontos, 4 ressaltos e 2 assistências por jogo, daquele que mostrou também ser um excelente lançador de triplos.

Fico por aqui, naquelas que seriam as minhas escolhas pessoais fora do “top 3” de cada prémio!

Vasco Oliveira

Gosto de escrever umas coisas de vez em quando. @vjoseoliveira no twitter.

Deixe uma resposta