Lendas da NBA: N°8 – Bill Russell

Hoje continuamos com a nossa lista de lendas da NBA, e temos em 8° lugar Bill Russell

Bill Russell nasceu na década de 30, em plena época de segregação racial nos Estados Unidos, encontrando no desporto e no basket uma maneira de se afirmar e conseguir uma vida digna.

No liceu, Bill Russell tardava em afirmar-se no basket, até que um treinador reparou na sua capacidade atlética fora do normal, e encorajou Bill a trabalhar no fundamentos do jogo, de forma a tirar proveito do seu enorme potencial atlético.

Bill Russell trabalhou duro, e passado pouco tempo era já um jogador com potencial para ser estrela, vendendo todos os campeonatos a nível estadual e nacional, incluíndo na universidade o NCAA por 2 anos seguidos 1955 e 1956, onde já mostrava as qualidades que fariam dele um campeão na NBA.

Sem surpresa, e após ter sido campeão olímpico com os Estados Unidos em 1956, Bill Russell foi escolhido na 1a ronda do Draft, sendo a 2a escolha. Russell não jogou na equipa que o escolheu, os St. Louis Hawks, que o trocaram por Ed Macauley, também poste, e estrela na NBA na altura, que jogava nos Boston Celtics, a equipa que seria a única da carreira de Bill Russell.

Nos Celtics, e tal como já havia acontecido nos seus últimos anos de universidade, Bill Russell quase só conheceu o sucesso. Com a sua capacidade inigualável para ressaltar, sentido colectivo fora do comum, e uma defesa ao homem nunca antes vista antes ou depois, Bill Russell conduziu a equipa mais laureada da NBA ao título por 11 vezes, ainda hoje um recorde, sendo figura de proa dos Celtics em todas as conquistas.

Bill Russell tornou-se também conhecido pela sua rivalidade saudável com Wilt Chamberlain, também poste como Bill Russell, e outra lenda da NBA, sendo Bill Russell mais discreto dentro do court, mas também com mais sentido colectivo, não sendo surpresa que tenha ganho mais que o seu rival a nível colectivo.

Logo na sua 1a época, e tendo jogado só a partir de Dezembro, fruto da sua participação nos Olímpicos, Bill Russell tornou-se logo no melhor ressaltador da liga, categoria que seria líder várias vezes na carreira, e seria também campeão, não sendo MVP das finais porque só em 1969 o prémio foi introduzido.

No ano seguinte, em 1958, Bill Russell seria MVP da liga pela 1a vez, e seria selecionado para o all-star game pela 1a de 12 vezes seguidas, ele que jogaria apenas 13 anos na NBA. Curiosamente, em 1958 os Celtics não venceram o título, o único ano em que Bill Russell voltaria a não vencer o título seria em 1967.

Com os 8 títulos seguidos e vários prémios individuais, Bill Russell construiu um legado ímpar na NBA, não tendo ainda mais reconhecimento porque na altura não havia a contagem de desarmes de lançamento, algo em que Bill Russell era tremendo, tal como a ressaltar, e que elevaria ainda mais o seu legado, tal como o já referido finals MVP, que seguramente teria em Bill Russell o seu recordista se o prémio já existe no em que Bill Russell se estreou em finais, ou mesmo o defensive player of the year, que seria certamente ganho por Bill Russell várias vezes também.

Mas tudo isso é secundário para Bill Russell, um dos jogadores mais colectivos de sempre, verdadeiro altruísta, para quem ganhar estava acima de tudo.

Antes de se retirar, Bill Russell conseguiu a proeza de ser jogador-treinador ao mais alto nível, uma prova da sua mentalidade vencedora e carácter fortíssimo, e grande capacidade de liderança. Bill Russell ganhou assim os seus 2 últimos títulos como jogador-treinador, algo que mais ninguém conseguiu, fazendo de Russell uma lenda única no jogo, ele que ao assumir o cargo de treinador já se tinha tornado no primeiro Afro-Americano a ser treinador principal na liga.

Bill Russell retirou-se em grande em 1969, com a sala de troféus a abarrotar, e deixando um legado único.

Os Boston Celtics em sua homenagem retiraram a n°6, para sempre a camisola do maior vencedor da liga.

Bill Russell ainda hoje tem números difíceis de alcançar, que só não são recorde absoluto porque no seu tempo havia outro monstro sagrado na NBA, Wilt Chamberlain. Bill Russell conseguiu num só jogo 51 ressaltos, algo que só Chamberlain faria melhor com 55, para além da média incrível de ressaltos por jogo na fase regular, 22.5, atrás outra vez de Wilt Chamberlain.

O prémio de MVP das finais passou a denominar-se Bill Russell award, em sua honra.

Em 2009 a revista Slam colocou Bill Russell em 3° na sua lista de melhores jogadores de sempre.

Alguns dos Highlights De Bill Russell

Pedro Ribeiro

Formado em Ciências da Comunicação, trabalhou como Jornalista e Assessor de Comunicação. Fã da NBA, participou em vários projetos sobre esta liga. Fundador do site www.nbaportugal.com https://twitter.com/pedrofmribeiro

Deixe uma resposta