Knicks sancionados pela liga

Isto não deve preocupar muito os dirigentes dos New York Knicks, ou mesmo desencorajá-los de fazê-lo novamente. Eles ou qualquer GM da liga após a sanção imposta pela NBA, como resultado das ações do front office devido às negociações com Jalen Brunson no verão passado.

O base estava livre no mercado, mas a investigação acabou por mostrar que os Knicks o contactaram antes da data prevista. Como todas as equipas fazem há anos. Como resultado, New York perderá uma escolha de draft de segunda ronda em 2025. Uma penalidade leve em comparação com a possibilidade de maximizar as possibilidades de contratar um jogador como Brunson, que está a marcar 20 pontos por jogo nesta temporada.

Os Knicks ofereceram-lhe 104 milhões em 4 anos, para grande desgosto dos Dallas Mavericks, a antiga equipa. Os texanos tiveram a impressão de não conseguirem lutar no processo, já fechado. Não é esta investigação ou esta sanção que vai desacelerar o “aliciamento” na NBA. Os Knicks ainda têm muitas escolhas de draft, algumas pertencentes aos… Mavericks. Foram conseguidos na troca de Kristaps Porzingis.

Deixe um comentário