Kevin Durant mostra desagrado para quem não acreditava na seleção

A equipa dos EUA venceu o torneio dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Carregados por um grande Kevin Durant, os norte-americanos conseguiram levar a melhor frente à França (87-82).

Um título com um sabor a vingança para alguns jogadores desta seleção, que têm recebido muitas críticas desde a preparação. Porque com as duas derrotas sofridas antes da competição, depois o revés inicial contra os Blues, os homens de Gregg Popovich ficaram ligados.

Por sua vez, KD, antes da conferência de imprensa, escolheu as redes sociais para responder a quem duvidava.

“Todos diziam que íamos ser derrotados … Fizeram um power ranking, estávamos em quarto atrás da Eslovénia. Bem, meu. Disseram que vão apanhar-nos, estão a falar a sério? Esta qualidade é incomparável, entenderam?

Tiramos o chapéu a todos os que conquistaram esta medalha de ouro, a todos os que contribuíram e ajudaram. Estamos a ir para a conferência de imprensa, mas eu tive de resolver esta porcaria rapidamente “, disse Kevin Durant.

Podemos entender o desejo do jogador de 32 anos de “insultar” os seus detratores. No entanto, não precisava de denegrir outros países.

A diferença entre a equipa dos EUA e as outras nações está a diminuir. É simplesmente um elemento factual em relação às diferenças nas vitórias conquistadas pelos americanos nestas Olimpíadas. Mas, com frequência, Kevin Durant precisa de libertar o que lhe vai na alma!

Deixe uma resposta