Jogadores que abandonaram cedo de mais – 9. Tracy Mcgrady

Durante 15 dias vamos retratar 15 jogadores que de uma maneira ou de outra deixaram a NBA. Alguns por lesões, outros por factores externos ao que diz respeito ao basquetebol.

  • Anos: 1997–2013
  • Pontos: 19.6 por jogo
  • Rebounds: 5.6 por jogo
  • TS%: 51.9%
  • Win Shares: 97.3
  • VORP: 55.7

Por um curto espaço de tem T-Mac foi sem dúvida um dos melhores jogadores da NBA. Um marcador de pontos temível, dotado de uma capacidade atlética acima da média deixa muitas saudades aos fãs da NBA.

Directamente do secundário para a NBA, T-Mac entrou com os holofotes em cima. A sua tenra idade fez com que algumas equipas o deixassem cair no draft, mas os Toronto Raptors com a 9ª pick viram potencial neste jovem. Os Los Angles Lakers também procuraram uma troca para adquirir T-Mac para o juntar a Kobe Bryant (como é que seria esta dupla??) mas os Raptors não estavam dispostos a ceder T-Mac.

A sua época de Rookie não correu muito bem. O treinador dos Raptors Darrell Walker não dava muitos minutos a T-Mac o que fez com que estes se desentendessem. Mais tarde nessa época Walker é despedido e Butch Carter assume o comando dos Raptors dando mais minutos a T-Mac.

No ano seguinte (época de Lockout) os Raptors draftam o primo em terceiro grau de T-Mac, Vince Carter. Ainda assim T-Mac não tinha desenvolvido o seu jogo.

Na época 1999-2000 os numeros de T-Mac aumentaram e juntamente com Vince Carter eram considerados a dupla mais atlética da liga. Nessa época acaba com 15.4 pontos, 6.3 rebounds e 1.9 steals por jogo. Os Raptors sobre a alçada de Mcgrady e Carter foram pela primeira vez aos playoffs mas foram eliminados pelos New York Knicks.

Nesse mesmo ano T-Mac torna-se free-agent e assinou um contrato de 6 anos, 67.5 milhões de dólares com os Orlando Magic para fazer dupla com Grant Hill. Contudo esta dupla foi considerada um “falhanço” visto que ambos só jogaram 47 jogos juntos devido às múltiplas lesões de Hill. Nessa mesma época, T-Mac evolui exponencialmente acabando a época com 26.8 pontos, 7.5 rebounds e 4.6 assistências por jogo. Foi nomeado para o seu primeiro All-Star e foi considerado o Most Improved Player. Com um recorde de 43-39, os Orlando Magic entram nos playoffs como 7º seed e são eliminados pelos Bucks. Na memória fica o jogo 3 da série onde T-Mac marca 42 pontos, 10 rebounds e 8 assistências.

A Época 2001-2002 corre bem a T-Mac, volta a ser All-Star e leva os Magic aos playoffs, mais uma vez são eliminados na primeira ronda desta feita pelos Charlotte Hornets.

A época 2002-03 foi a melhor de T-Mac. Marca 32.1 pontos por jogo e recebe o prémio de melhor marcador da NBA. Nesse ano nos playoffs os Orlando defrontam os Detroit Pistons. Os Magic estavam a vencer 3-1 e T-Mac numa entrevista disse “Sabe bem sair da primeira ronda”. Contudo, os Pistons deram a volta e eliminaram os Magic.

No ano seguinte esperava-se que T-Mac melhora-se ainda mais. Contudo o roster dos Orlando era muito mau. Darrell Armstrong é trocado para os Hornetts o que deixa T-Mac bastante irritado. Ao fim de 11 jogos (do inicio da época) os Orlando Magic têm um recorde de 1-10 o que fez com que Doc Rivers fosse despedido. Nesse ano T-mac volta a ganhar o título de melhor marcador mas os Magic acabam com o pior recorde da NBA. Nesse ano Mcgrady marca 62 pontos contra os Wizzards.

Em 2004 é trocado para os Rockets para fazer dupla com Yao Ming. O ínicio não foi facil e em 33 jogos os Rockets estavam 16-17. Em Dezembro do mesmo ano T-Mac marca 13 pontos em 35 segundos frente aos Spurs para dar a vitória aos Rockets, sendo uma das melhores performances em menos de um minuto de um jogador (ora vejam).

Depois dos All-Stars os Rockets recuperaram e chegam aos playoffs onde defrontam os Dallas Mavericks onde acabam eliminados em 7 jogos. No ultimo jogo perderam por 40 pontos, num jogo onde T-Mac falhou os seus primeiros 7 lançamentos. Durante essa série no jogo 2, T-Mac afundou sobre Shawn Bradley que media 2.29. Veja esse momento.

T-mac mantém-se em Houston até 2010 . Contudo múltiplas lesões tanto dele como de Yao Ming fizeram com que nunca tenham passado a primeira ronda.

Com esta onda de lesões T-Mac passa os ultimos 3 anos na NBA a saltar de equipa para equipa. Entre os Knicks, Detroit e Atlanta.

Assim sendo em 2012 T-Mac muda-se para a china para os Qingdao DoubleStar. Apesar de marcar 25 pontos por jogo e agarrar 7.2 ressaltos, Qingdao fica em último lugar. No final da época, T-Mac junta-se aos Spurs para tentar ajudar a ganhar a final frente aos Heat. Nessa eliminatória jogou apenas 5.2 minutos por jogo marcando 0 pontos.

No final de 2013 retirou-se defenitivamente.

T-Mac é daqueles jogadores que empurrava publico para o estádio. Um jogador de um skill incrivel nunca consegui chegar longe nos Playoffs manchando o seu legado. Numa carreira marcada por lesões, tanto dele como as de Hill e Yao Ming muitas questões se põem no ar: O que seria dos Orlando se T-Mac e Hill tivessem saudáveis? Poderiam os Rockets chegar mais longe com T-Mac e Yao Ming sem lesões? Perguntas que nunca teremos respostas… Assim sendo para a história ficamos com os seus melhores momentos.

Deixe uma resposta