Free agent tracker- Demar DeRozan

O extremo dos San Antonio Spurs está na sua segunda época no conjunto texano, sem nunca ter conseguido encaixar como se previa no estilo de Pop.

Ainda que seja um jogador bastante capaz de fazer bons números, DeRozan nunca apresentou o nível que nos tinha habituado em Toronto.

O jogador tem neste Verão a decisão nas suas mãos sobre a permanência em San Antonio ou a partida para outras paragens. Demar tem uma player option e pode optar pela permanência por mais um ano, até o seu contrato cessar em 2021, onde ganharia 28M/$ na época seguinte.

Não parece que seja este o desfecho provável, uma vez que múltiplas informações ao longo dos últimos tempos deram conta de um mau estar do jogador nos Spurs, e que o mais certo e quase inevitável é que ele opte mesmo pela saída.

A opção que parece mais viável para os Spurs para não perderem o jogador a troco de nada será fazer uma “sign and trade” com DeRozan , renovando o contrato e trocando-o para outra equipa, de forma a conseguir um ou dois jogadores que possam encaixar nos Spurs.

Olhando para as equipas que vão estar no mercado, sabe-se que apenas os Hawks, Pistons e Knicks terão cap space para oferecer aquele valor a DeRozan, não sendo certo que isso aconteça, devido ao facto de o contrato terminar no Verão seguinte.

Ainda assim, parece bastante provável que o jogador faça as malas e embarque numa nova aventura na sua carreira, aguardando apenas uma equipa que pegue no oneroso contrato milionário que possui.

Tendo em conta que o valor de DeRozan no mercado se depreciou um pouco, o maior desafio para os Spurs e Pop será tentar assegurar um bom parceiro de negócio que lhes permita renovar a equipa em alguns setores e atacar os próximos anos, renascendo os Spurs do nível pouco satisfatório apresentado na presente temporada.

Onde gostarias de ver o DeRozan?

João Pinto

Licenciado em Direito- Universidade Católica Portuguesa; Apaixonado pelo desporto e pela melhor liga do mundo; Fã dos Boston Celtics desde o título de 2008, quando uma equipa começou a dizer "Ubuntu" aos 3...

Deixe uma resposta