Até onde iria esta seleção dos EUA na NBA?

À medida que as principais estrelas dos EUA iam divulgando a sua indisponibilidade para representar a sua seleção, o descontentamento e a incerteza em relação ao roster final foi aumentando.

Apesar desta equipa continuar 100% vitoriosa no campeonato do mundo, o jogo contra a Turquia foi muito equilibrado e a vitória podia e devia ter caído para o lado dos Turcos.

Com tudo isto, até onde podia ir esta equipa na NBA? Playoffs? Acabariam com recorde positivo?

É isso que vamos analisar neste artigo!

O 5 Inicial

Kemba Walker, Donovan Mitchell, Jayson Tatum, Harrison Barnes, Myles Turner.

Apesar de à primeira vista esta equipa não ter nenhuma Superstar da NBA, existe muita qualidade neste 5.

Em Kemba Walker temos um jogador All-Star e o atual Point Guard dos Boston Celtics, Donovan Mitchell foi o principal responsável pelo salto qualitativo dos Utah Jazz, Harrison Barnes um jogador veterano e antigo campeão da NBA, Myles Turner um jovem jogador e com um futuro muito promissor. Finalmente Jason Tatum, este com tudo para se tornar uma das maiores figuras da Liga nas próximas temporadas, com qualidade para se tornar uma superestrela de renome mundial.

Os jogadores da rotação

Marcus Smart, Derrick White, Jaylen Brown, Joe Harris, Khris Middleton, Mason Plumlee, Brook Lopez.

Este banco, apesar de mais uma vez não apresentar nomes sonantes, tem uma grande profundidade e diversidade. Se estivermos a falar de defesa, encontra-mos em Marcus Smart um defensor de elite nesse papel. Jaylen Brown, Khris Middleton e ainda Mason Plumlee são também bons defensores que podem ajudar em diversos momentos do jogo.

Ofensivamente e especificando os atiradores, a seleção dos EUA conta com 3 de alto nível: Derrick White, Joe Harris e Brook Lopez.

O banco desta seleção é sem dúvida muito versátil e cheio de atleticismo que podem rapidamente mudar o ritmo de um jogo.

Conclusão

As projeções dos analistas apontam esta seleção para um recorde de 48 vitórias e 34 derrotas.

Com 48 vitórias dificilmente chegariam aos playoffs numa conferência Este, no entanto num mundo onde esta equipa realmente competisse na NBA, todos os respetivos jogadores que nela se encontram não estariam nas atuais equipas o que mudaria por completo a dinâmica e a qualidade de muitas das equipas presentes na NBA.

No lado da conferencia Este, 48 vitórias serviam para certamente garantir um 5º ou 6º lugar, ficando provavelmente atrás de Sixers, Raptors, Bucks e Nets. Os Celtics seriam uma equipa praticamente inútil sem Tatum, Smart, Brown e ainda Kemba Walker!

Vasco Brito

Licenciado em Marketing, apaixonado por jogos online e tatuagens mas acima de tudo pelo melhor liga do mundo...NBA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *