Westbrook cumpriu a promessa

Os Washington Wizards classificaram-se para os Playoffs. Derrotados pelos Boston Celtics (100-118) no primeiro jogo do play-in, a equipa de DC levou a melhor sobre os Indiana Pacers (142-115) na noite passada. 

Com um excelente Russell Westbrook, em linha com o seu excelente final de temporada, esteve à altura do momento, 18 pontos, 15 assistências e 8 ressaltos. 

Com esta qualificação, Washington percorreu um longo caminho. E nesta longa e difícil temporada para a equipa, Westbrook foi heroico. Porque mesmo nos momentos mais difíceis, o veterano de 32 anos nunca esqueceu o seu objetivo: os Playoffs.

A promessa

Os Wizards não pareciam nada estar na corrida pela qualificação algumas semanas atrás. A 5 de abril, a equipa tinha um registo de 17 vitórias e 32 derrotas. Naquele momento, era quase impossível apostar neles.

Mas Westbrook nunca deixou de acreditar numa qualificação. E, acima de tudo, comprometeu-se ao fazer uma promessa aos fãs. Washington iria qualificar-se. Um discurso ousado naquele momento…

Nos últimos 23 jogos, os Wizards tiveram 17 vitórias! Com um impressionante Westbrook em campo.

“Estávamos em dificuldades e as pessoas duvidavam seriamente de nós, tínhamos de encontrar uma maneira de nos recompor e chegar aos playoffs. É simples. Não me importava com os jogos anteriores …

Tivemos de nos recompor, olhar ao espelho, começando por mim. Eu fiz os rapazes entenderem que íamos chegar lá “, disse Russell Westbrook à imprensa.

“Nem me lembro que jogo foi, mas ele fez um discurso muito apaixonado e direto à equipa. Ele disse: ‘Não vou passar esta temporada sem chegar aos Playoffs’.

Ele referiu, ‘Não vou deixar isto acontecer e não chegar aos playoffs. Vamos nos esforçar e lutar uns pelos outros”, lembrou Scott Brooks.

Um discurso forte de Westbrook, que acompanhou grandes desempenhos em campo. 

Contra os Celtics, não teve uma grande noite, com dificuldade nos lançamentos. Mas quis inverter o desempenho neste jogo decisivo.

“Fiquei muito chateado com o meu desempenho. Não me senti bem quando a minha equipa mais precisava de mim. Tudo acontece por um motivo.

Esforcei-me, cuidei do meu corpo e certifiquei-me de que a minha mente estava boa para a noite, que a minha energia, esforço estavam lá e que minha equipa me poderia acompanhar”, disse.

Bem apoiado por Bradley Beal (25 pontos) e Daniel Gafford (15 pontos, 13 ressaltos e 5 desarmes), Westbrook mostrou efetivamente o caminho a seguir. 

Agora qualificados para os Playoffs, os Wizards irão obviamente tentar frustrar (mais uma vez) as previsões. Os Philadelphia Sixers são os grandes favoritos desta série. Veremos o que Russell Westbrook e a equipa conseguirá fazer nesta ronda.

Deixe uma resposta