Wembanyama pensa “à Jordan” e já joga à “G.O.A.T”

As equipas da NBA que se preparem, pois o “furacão” Wembanyama já está a virar o mundo da NBA do avesso, e, pouco se pode fazer para alterar tal fenómeno da natureza.

Dois metros e 24 centímetros de pura dominância. A terceira maior envergadura da história da NBA, com um drible que nos faz lembrar de um base. Uma estrela com instintos e mentalidade de um veterano. Tanta palavra e apenas um nome, Victor Wembanyama.

Wemby” é o escolhido pelos deuses do basquetebol, não há volta a dar. Com 20 anos mal feitos, o poste francês tem médias de 20.6 pontos e 10.1 ressaltos por jogo, em apenas 28.5 minutos por encontro, isto é, no mínimo, uma das cinco melhores campanhas de um “rookie” da história da NBA. E faltou dizer que o francês lidera a NBA em desarmes de lançamento, com uma média de 3.3 por jogo.

As médias já abordadas refletem a temporada inteira de Victor, mas haja misericórdia, o “rapaz” está a atuar num patamar de superestrela. Wembanyama acabou de fazer o primeiro jogo 5×5 desde 2019, isto é, um jogo com pelo menos 5 pontos, 5 ressaltos, 5 assistências, 5 roubos de bola e 5 abafos. Este tipo de estatística só aconteceu 22 vezes na história da associação, e, Hakeem Olajuwon, ex-MVP e campeão da NBA pelos Houston Rockets, é o basquetebolista com mais jogos 5×5, com 6.

E como se a habilidade para jogar basquetebol não fosse o suficiente, o francês tem uma abordagem à sua carreira bastante apreciável e profissional. Um exemplo recente foi a declaração do jogador após a derrota frente aos Los Angeles Lakers, quando foi comparado a ninguém mais, ninguém menos, que Michael Jordan.

“Eu pergunto-me se ele conseguiu isso numa vitória, não numa derrota. Para mim, isso é secundário… Espero que um dia possamos olhar para trás e achar que “isto” foi uma boa atuação. Mas hoje não consigo ficar satisfeito com uma derrota.” Afirmou “Wemby” com um ar desapontado, após um repórter lhe ter informado que o mesmo se tinha juntado a Jordan com jogos consecutivos de, pelos menos, 5 roubos de bola e 5 desarmes.

Wembanyama também já revelou que após as 21:30h não atende telefonemas de ninguém, inclusive, de Gregg Popovich. A estrela passou a mensagem ao staff dos Spurs que após essa hora o seu telefone entra em modo de voo, pois o mesmo gosta de ler durante essa hora e adormecer cedo, para garantir que o seu corpo tem o repouso necessário. Mentalidades como esta podem determinar a carreira de um jovem talento e ditar o seu futuro na maior liga de basquetebol do mundo.

Victor tem tudo para ser um dos melhores da história. Existem muito poucas pessoas no mundo mais altas que o francês, e, vamos acreditar que poucas ou nenhuma consegue driblar e lançar como ele. A forma de pensar e agir do jogador não é normal num jovem de 20 anos, que cresceu sempre diferente dos seus colegas, devido à sua altura astronómica e irregular. Outra qualidade do poste é que o mesmo sabe lidar com os média de uma forma profissional, algo que muitas superestrelas da NBA não conseguem, mesmo após anos e anos de experiência.

Não fiquem surpreendidos se daqui a uns anos a geração mais jovem crie algo com a palavra “Wemby“. Para um amigo muito focado ou então muito alto, algo como “És mesmo “Wemby””. É este o potencial de Wembanyama no panorama mundial, é um “rookie” e parece que metade do mundo já ouviu falar daquele “miúdo” francês que é mais alto que o cesto. Imaginem só quando estiver no pico dos seus superpoderes…

Daniel Pimpão

Sou um apaixonado por basquetebol, vivo e respiro este desporto que nos tira horas de sono. Tenho 19 anos e um sonho de um dia ser um dos melhores jornalistas portugueses. Estou a tirar Comunicação Social em Abrantes, no âmbito de jornalismo. Olhar sempre para a frente, mas trabalhar com a cabeça para baixo.

Deixe um comentário