Vão ter que vir buscar-me

Becky Hammon há muito que sonha em ser a primeira treinadora feminina a tempo inteiro na NBA. Depois de várias entrevistas com equipas e com o futuro preso durante alguns anos aos Spurs, a antiga All-Star decidiu ir para as Las Vegas Aces na WNBA no ano passado. O resultado, um título de Treinador do Ano e o primeiro título de campeão da história da organização.

Embora Toronto tenha demonstrado forte interesse em incluí-la na lista de sucessores de Nick Nurse, Hammon explicou em entrevista à TIME o momento da sua posição.

“Não vou mais implorar por um cargo. Adoro estar em Las Vegas e no lado feminino. Não preciso da NBA para me afirmar. Eles vão ter de vir buscar-me.

Se eu tivesse jogado 16 anos na NBA e o meu primeiro nome fosse Brian, eu já teria sido contratada e demitida algumas vezes.

É difícil para qualquer um conseguir um emprego na NBA hoje. Cheguei a um ponto em que tens de dizer, não dou a mínima para o que pensam. Eu sei o que sei e quem eu sou.”

Os Raptors obtiveram o acordo das Aces para falar com Becky Hammon, mas esta parece ter recusado para fazer a sua segunda temporada à frente de Las Vegas. A temporada 2023 começa na sexta-feira e é difícil imaginar largar tudo em Las Vegas após esta declaração.

Deixe um comentário